Professor

Ensino Superior em Comunicação (Universidade Metodista de São Paulo, 2010)

No Brasil a iniciativa educacional mais antiga de que se tem notícia surgiu com os padres da Companhia de Jesus, que instalaram a primeira escola em 1549. Ainda hoje, a profissão é conhecida como uma das mais importantes, pois é através dela que outros profissionais poderão ser capacitados. O Professor é o responsável por disseminar o conhecimento, promovendo a educação de crianças, adultos e idosos. Mediar o processo de aprendizagem, elaborar atividades práticas e teóricas, dialogar com pais e comunidade são algumas de suas principais atribuições.

Para se tornar Professor, é preciso cursar a graduação em Pedagogia, oferecida por instituição de ensino superior devidamente reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). O curso pode ser realizado na modalidade bacharelado ou licenciatura, com duração média de três a quatro anos. A matriz curricular é abrangente e inclui disciplinas teóricas e práticas como Sociologia, Filosofia, História da Educação, Psicologia, Tecnologias para Educação, Gestão e Legislação. O estágio supervisionado é obrigatório e contempla a Educação Infantil, Ensino Fundamental e Administração Escolar. Dessa forma, ao final do curso o Pedagogo está apto a desenvolver e aplicar práticas pedagógicas e também atuar na gestão educacional. Para exercer a carreira é preciso ter paciência e jogo de cintura para lidar com diferentes faixas etárias, perfis comportamentais, níveis de aprendizagem e inteligências múltiplas.

A missão do Professor se concentra principalmente na sala de aula: planejando e ministrando aulas, corrigindo atividades, lançando notas e faltas, aplicando provas, monitorando o desempenho geral e individual, identificando problemas de aprendizagem, acompanhando a disciplina do grupo, orientando o convívio social de forma não discriminatória, fazendo reuniões com os responsáveis, indicando materiais de aprofundamento para o estudo, entre outros. E além dessas tarefas executadas junto aos alunos diariamente, o Professor também participa da elaboração do plano de ensino, das reuniões pedagógicas, cria os materiais didáticos, elabora avaliações de desempenho, cria jogos lúdicos, promove passeios e visitas culturais e interage com a comunidade escolar.

Caso o profissional opte por não atuar em sala de aula, pode se dedicar às outras vertentes, como a administração escolar, coordenação pedagógica, especialização no atendimento de alunos portadores de necessidades especiais, orientação vocacional, pedagogia hospitalar, supervisão educacional ou ainda trabalhar com o treinamento e desenvolvimento de pessoas em empresas e outras organizações.

Quando pensamos somente em instituições de ensino, já encontramos um segmento amplo e em constante crescimento, que sempre oferece oportunidades para atuação do Professor dentro do setor público e privado.

Além disso, o Professor pode ministrar aulas em cursos correlatos e também atuar como pesquisador. E com olhar atento ao novo horizonte que a tecnologia proporciona, observa-se a consolidação do universo EAD (Educação à Distância), onde o Professor encontra mais um nicho à sua disposição.

Arquivado em: Pedagogia, Profissões