Análise gravimétrica

Graduação em Química (Faculdades Anhanguera, 2016)

A análise gravimétrica ou gravimetria é um método analítico quantitativo clássico que tem por objetivo isolar e realizar a pesagem de um elemento ou composto definido em sua forma mais pura que é separado de uma quantidade ou amostra previamente conhecida. Este método é feito em diversas etapas para garantir a correta quantificação da substância desejada.

Apesar de ser um método bastante complexo e demorado de ser realizado, ainda é muito utilizado pois é um método quantitativo exato e preciso quando utilizadas balanças analíticas confiáveis, além de possibilitar o controle das possíveis fontes de erros durante o processo e ser um processo relativamente de baixo custo, pois utiliza equipamentos que são consideravelmente baratos.

Para realizar a análise gravimétrica é necessário fazer a separação do elemento ou composto até sua forma mais estável e pura, e este processo pode ser feito de diversas maneiras, como por exemplo: precipitação química, extração, volatilização e eletrodeposição. Veremos a seguir, como é feito cada tipo de análise gravimétrica, baseada no método utilizado para a separação do elemento ou composto desejado, que chamamos de analito.

Gravimetria por precipitação

Neste método, o analito é separado de uma amostra através de um agente precipitante, que reage com a amostra formando um precipitado pouco solúvel. Após a formação do precipitado de interesse, a amostra é filtrada, lavada a fim de remover as impurezas, aquecida (dessecação ou secagem por aquecimento) e por último realiza-se a pesagem do analito em balança analítica de alta precisão. Alguns exemplos da utilização deste método são a determinação de ferro em minérios, determinação de Ca2+ em água, determinação de Cl- em água do mar, etc.

Gravimetria por extração

Neste método, o analito é separado de uma amostra através do processo de extração em balão de destilação de acordo com o analito que se deseja separar. Em seguida o analito é pesado e são feitos os cálculos para a quantificação do composto de interesse.

Gravimetria por volatilização

Neste método, o analito é separado dos demais constituintes da amostra através da conversão de um gás que possua composição conhecida, e em seguida são realizadas as demais etapas gravimétricas para quantificação do analito de interesse.

Gravimetria por eletrodeposição

Neste método o analito é separado da amostra através do processo de eletrodeposição, ou seja, ocorre a deposição do mesmo em um eletrodo através do uso de corrente elétrica para que esta ocorra. Em seguida o composto é quantificado através das técnicas gravimétricas.

O cálculo utilizado na análise gravimétrica baseia-se na seguinte fórmula:

Percentagem m/m (%) = ma / M x 100

Onde:

  • ma = massa do composto ou elemento
  • M = massa da amostra

Quando o analito está contido em uma amostra, é necessário utilizar o fator gravimétrico para encontrar a massa real da espécie química desejada, para isso utilizamos a seguinte formula:

Fator de Conversão (F) = MM (analito) / MM (subst. pesada)

Onde:

  • MM = Massa molecular do analito e da substância pesada

Abaixo veremos alguns exemplos do uso do fator de conversão:

Determinação de BaO em amostra de BaSO4, Fe em amostra de Fe2O3, P em amostra de Mg2P2O7, etc.

Vantagens da Gravimetria

  • Exatidão e precisão;
  • Instrumentação de baixo custo;
  • Método absoluto e independente de padrões.

Desvantagens da Gravimetria

  • Procedimentos demorados e em várias etapas;
  • Passível de erros de precipitação;
  • Perdas de analito durante as etapas do método.

Referências:
http://www2.dracena.unesp.br/graduacao/arquivos/quimica_geral/Gravimetria.pdf
http://www.ufjf.br/baccan/files/2011/05/Aula-7-GRAVIMETRIA_2016.pdf
http://www.esalq.usp.br/departamentos/lce/arquivos/aulas/2016/LCE0108/Aula3_pratica_2016.pdf
http://analiticaqmc.paginas.ufsc.br/files/2013/06/qmc-5325-cap5-aula.pdf
http://www.ufjf.br/nupis/files/2011/04/aula-9-Gravimetria-2012.1.pdf

Arquivado em: Química