Hidretos

Recebe o nome de hidreto o grupo de compostos orgânicos em que, na molécula, o elemento mais eletronegativo é o hidrogênio (H). Os hidretos podem ser classificados de acordo com o tipo de ligação química que estabelecem em iônicos, covalentes e metálicos.

Hidretos iônicos

Os hidretos iônicos são formados pelo hidrogênio ligado a metais alcalinos e alcalinos terrosos (famíllia 1A e 2A da tabela periódica, respectivamente). São compostos sólidos, cristalinos, de altos pontos de fusão, elevadas entalpias de formação, reagem com água produzindo bases, insolúveis em solventes orgânicos, são agentes redutores fortes, principalmente em altas temperaturas. Exemplos:

  • Hidreto de sódio (NaH): muito utilizado como agente redutor em sínteses orgânicas e inorgânicas.
  • Hidreto de cálcio (CaH2): reage fortemente com água liberando o gás hidrogênio. Amplamente usado como dessecante para alguns tipos de solventes.

Hidretos covalentes

Os hidretos covalentes (ou moleculares) são constituídos pela junção do hidrogênio aos elementos dos grupos 3A (13), 4A (14), 5A (15), 6A (16) e 7A (17) e o berílio (Be). Suas moléculas são covalentes, unidas entre si por ligações do tipo Van Der Waals, voláteis e de baixos pontos de fusão e ebulição. Exemplos:

  • Hidreto de berílio (BeH2): substância muito empregada com combustível de foguetes, pode ser obtido a partir da pirólise (reação de decomposição que ocorre a altíssimas temperaturas).
  • Hidreto de fósforo (PH3): também conhecidos como fosfina, fosfano ou fosfamina. Gás inflamável que, geralmente, apresenta odor desagradável de peixe podre. Frequentemente aplicado à produção de pastas, pastilhas, placas, comprimidos e produtos agrícolas.
  • Hidreto de enxofre (H2S): gás corrosivo, de odor característico (semelhante ao de ovos podres), utilizado, principalmente pela indústria petroquímica.

Hidretos metálicos

O hidrogênio combinado com elementos do bloco d e f da tabela periódica, lantanídeos e actinídeos forma hidretos. As propriedades físicas e químicas desses compostos são, comumente, próximas às dos metais que os constituem: podem apresentar brilho metálico, alta dureza e boa condutividade elétrica. Reagem violentamente com água, produzido hidrogênio e uma base metal. Exemplo:

  • Hidreto de antimônio (SbH3): gás altamente instável e tóxico, usado para endurecer ligas metálicas.

A nomenclatura oficial dos hidretos é dada acrescendo o nome do cátion da fórmula ao termo hidreto. Ex.:
NaH – hidreto de sódio

Existem alguns hidretos constituídos por não-metais que, em água, formam soluções bastante ácidas e, devido a isso, recebem outros nomes, como é o caso do ácido clorídrico (HCl). Outros, ainda, são conhecidos por nomes não metódicos, como, por exemplo, a água (hidreto de oxigênio), boranos (hidretos de boro) e silanos (hidretos de silício).

Referências
http://pt.scribd.com/doc/61922085/12/Hidretos-ionicos-ou-salinos
http://profs.ccems.pt/PauloPortugal/CFQ/Fundamentos_Qumica/Fundamentos2.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Hidreto

Arquivado em: Química