Mistura Racêmica

Por Júlio César Lima Lira
Uma mistura racêmica é definida como uma mistura de dois enantiômeros, com quantidades iguais, sendo um dextrógiro (d-) e o outro levógiro (l-). Sendo assim, um feixe de luz que incide sobre essa mistura não é desviado para a direita e nem para a esquerda, seguindo paralelo ao eixo das abscissas.

Para o entendimento de uma mistura racêmica é necessário o estudo de alguns conceitos e termos:

Isômeros

Define-se isômeros como moléculas de igual constituição atômica, mas de diferentes arranjos. Ou seja, são moléculas de mesma fórmula, mas que nas posições de cada ligante se diferem:

Um exemplo simples é o caso do metilpentano, que a depender da posição do radical metil pode receber diferentes nomes. Esse caso específico é chamado de isomeria estrutural de posição.

Isômeros Ópticos

Isômeros ópticos é uma classe de isômeros onde os compostos assimétricos apresentam igual número de átomos e carbonos quirais, ou possuem anéis assimétricos, ou ainda são derivados especiais de propadieno; e conseguem desviar feixes de luz.

Denomina-se carbono quiral o átomo de Carbono que estabelece ligações com 4 ligantes diferentes, como no exemplo:

Nessa molécula, o átomo de Carbono central liga-se com 4 diferentes ligantes, portanto é um carbono quiral ou assimétrico.

Enantiômeros

Na isomeria óptica, os isômeros assimétricos (quando em presença do seu dextrógiro ou levógiro) não são sobreponíveis entre si, mas um reflete a imagem do outro como se fossem espelhos:

Essas moléculas apresentam similaridade quando refletidas. A sua imagem é a mesma, mas não é sobreponível, ou seja, se esses dois isômeros fossem colocados um sobre o outro os átomos respectivamente iguais não ficariam armados par a par.

A depender do desvio óptico que cada um cause, pode ser classificado como dextrógiro (quando desvia a luz para a direita) ou levógiro (quando desvia a luz para a esquerda). Portanto, em quantidades estequiometricamente iguais, uma mistura de dextrógiro e levógiro não desvia a luz para nenhum lado.

Fontes:
MAHAN Bruce M., MYERS Rollie J. Química: um curso universitário, São Paulo – SP: Editora Edgard Blücher LTDA, 2005. 4ª tradução americana, 7ª reimpressão. 592 págs.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Mistura_racêmica (acesso em 21/03/2010)