Resumo das ideias de Mendeleiev e Meyer sobre a classificação periódica

Licenciatura Plena em Química (Universidade de Cruz Alta, 2004)
Mestrado em Química Inorgânica (Universidade Federal de Santa Maria, 2007)

A Tabela Periódica dos Elementos certamente é um dos símbolos de maior significância para químicos do mundo inteiro. Nenhum laboratório de química se furtará de ter uma fixada em suas parede. E ainda hoje repercute dois nomes quando se discute os aspectos históricos da tabela periódica: são eles Mendeleiev e Meyer.

A tabela periódica que hoje conhecemos sofreu algumas modificações ao longo da história, tendo sido firmada após um longo caminho de acertos e erros. No século XIX nem todos os elementos químicos eram conhecidos. Em 1893, o químico russo Dmitry Ivanovich Mendeleiev, tabelando as propriedades dos elementos químicos conhecidos em fichas separadas, percebeu que quando ordenava essas fichas em ordem crescente da massa atômica dos elementos, as suas propriedades começavam a apresentar uma certa regularidade. Mendeleiev então elaborou a primeira tabela periódica fundamentada experimentalmente, classificando os elementos químicos em ordem crescente de sua massa atômica, em um trabalho que viria a ser lembrado por muitas gerações.

Tabela periódica de Mendeleiev: ordem crescente dos elementos em função de sua massa atômica.

A visão do gênio russo Mendeleiev foi tão audaciosa e intempestiva que o levou a deixar espaços vazios em sua tabela para serem preenchidos futuramente por elementos químicos ainda não conhecidos na época. Mendeleiev chegou mesmo a prever muitas das propriedades desses elementos. Quando descobertos, confirmaram muitas de suas previsões.

Alguns anos mais tarde, o químico inglês Henry Moseley, em 1913, percebeu que as propriedades dos elementos químicos seriam mais evidentes em ordem crescente de seu número atômico, e não de sua massa atômica, conforme fora proposto por Mendeleiev. Estava então estabelecida uma nova forma de classificação para os elementos químicos, a qual é adotada até os nossos dias.

Tabela periódica de Moseley: ordem crescente dos elementos em função do seu numero atômico (tabela periódica atual).

A alteração proposta por Moseley não retirou a importância do trabalho desenvolvido por Mendeleiev, sendo que a genuinidade de sua tabela sempre é lembrada quando se toca no assunto. E ainda mais, confirmou a possibilidade da apresentação das propriedades desses elementos de modo coerente, em arranjos ordenados, consolidando suas observações empíricas.

A mais básica função de uma tabela periódica é agrupar os elementos por propriedades semelhantes. Por exemplo, o elemento químico sódio encontra-se logo acima do elemento potássio. Dessa forma, os elementos sódio e potássio apresentam propriedades (físicas e químicas) semelhantes. Por outro lado, localizam-se muito distantes dos elementos flúor e cloro (estes localizam-se no lado oposto da TP), o que quer dizer que os elementos sódio e potássio  apresentam propriedades muito diferentes  das encontradas nos elementos flúor e cloro.

Arquivado em: Química