Plasmídeo

Por Marilia Araujo
plasmideoPlasmídeos são moléculas de DNA extra cromossomais que podem ser passados de bactéria à bactéria, carregando consigo informações genéticas (e até mesmo novos genes). Essas moléculas extra cromossômicas podem ter um baixo ou alto peso molecular, fator este que irá determinar o número total de cópias que podem ser feitas a partir de um único plasmídeo. Esta relação é inversamente proporcional, ou seja, quanto maior o peso molecular menor o número de cópias a serem feitas. Existem alguns tipos de plasmídeos:

  • Plasmídeo F e F’: esse tipo de plasmídeo é responsável pela fertilidade das bactérias.
  • Plasmídeo R (ou RTF): esse tipo de plasmídeo confere a resistência bacteriana aos antimicrobianos.
  • Plasmídeo COL (ou colicinogênico): já este tipo está intimamente relacionado à fixação do nitrogênio no solo, ele é responsável por esta fixação.

E ainda existem os plasmídeos que degradam metais pesados e codificam algumas toxinas bacterianas.

Porém hoje se conhece dois grandes grupos de plasmídeos: conjuntivosnão-conjuntivos. No primeiro grupo, o destaque é um gene chamado tra-gene que é responsável pelo início da conjugação (rito sexual no qual há a troca de material genético entre organismos). O segundo grupo não possui este gene, mas pode ser trocado no ato da reprodução sexual, sua função ainda não é muito definida.

Bibliografia:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Plasmídeo
http://revistas.unipar.br/akropolis/article/viewFile/1606/1388