Satanás

Mestrado em História (UFJF, 2013)
Graduação em História (UFJF, 2010)

Satanás é a representatividade da encarnação do mal nas religiões monoteístas. A tradição judaico-cristã é a criadora do termo Satanás, também conhecido como Satã, e que significa adversário. O termo representa uma entidade sobrenatural que se rebelou contra Deus e que passou a praticar o mal. Seja como for, Satanás possui uma grande representatividade na história da humanidade, naturalmente, atrelada à religião.

Satanás ganhou várias conotações na cultura popular e religiosa. Além da variação do termo para Satã, também é chamado de Diabo e Lucífer, porém são representações diferenciadas. Satanás e Diabo efetivamente são termos próximos e correlatos, trata-se apenas de uma diferença etimológica, já que a primeira palavra é oriunda do hebraico e a segunda do grego. Os religiosos concordam que Satanás significa adversário e Diabo significa caluniador. Entretanto, Diabo é um termo que pode ser usado para se referir a qualquer pessoa que se opõe a outra. Já Lúcifer, que significa luz, é o nome do anjo decaído líder. Ao ser expulso do reino dos céus, teria estruturado seu próprio reino ao qual chamou de inferno. A confusão existente que envolve os três termos é decorrente de seguidos erros de tradução feita dos textos bíblicos.

Ele é o grande opositor para o Cristianismo, mas, como dito, muitas vezes é confundido com Lúcifer. A bíblia, contudo, não possui uma passagem que discorra especificamente sobre isso. A única referência que se faz são nos textos de Isaías, onde sua interpretação é diversa. Os judeus entendem como o desaparecimento da estrela Vênus, porém a maioria dos cristãos acredita que se trate realmente de uma queda física do anjo Lúcifer e, por isso, o chamam também de Satanás.

O termo Satanás, por sua vez, é citado na bíblia em muitas passagens. Nesse caso, a referência é, geralmente, atrelada a situações de maldade, oposição e tentações. A grande questão é a interpretação feita pelas pessoas desses textos. A maioria dos cristãos acredita que os textos são literais, julgando que as citações de Satanás são todas relatos de fatos reais ocorridos. Outros não, entendem que Satanás é apenas uma alegoria. Mas, para além disso, há uma série de interpretações que se atribui a Satanás, como, por exemplo, a identificação do termo com acontecimentos políticos no tempo de Neemias.

Fontes:
http://www.estudosdabiblia.net/1999439.htm
http://www.tempodofim.com/satanas.htm

Arquivado em: Religião