Testemunhas de Jeová

Por Ana Paula de Araújo
As Testemunhas de Jeová iniciaram suas atividades a partir da década de 1870, no século XIX, podendo ser considerada uma organização recente. Neste período, Charles Taze Russell, junto com alguns amigos, formou um pequeno grupo de estudo da Bíblia, nos Estados Unidos. Consideravam que sua interpretação da Bíblia era a “verdade bíblica” e por isso tinham a intenção de publicar suas ideias que vinham em contraste com a maioria das religiões cristãs. Russell começou a publicar a revist “A sentinela”, que foi distribuida pelo mundo propagando suas ideias. Aqueles que recebiam a revista começaram a se reunir e fazer estudos bíblicos baseados nas ideias que estavam lendo, e acabaram por serem conhecidos inicialmente como “Estudantes da Biblia” ou “Estudantes Internacionais da Bíblia”.

Em seguida, Russell fundou a Sociedade de Tratados da Torre de Vigia de Sião, iniciando assim o grupo que ficaria posteriormente conhecido como Testemunhas de Jeová. Hoje, as Testemunhas de Jeová estão espalhadas pelo mundo, agrupadas em Congregações e unidas por uma estrutura mundial que coordena todas as atividades do grupo.

Eles afirmam que existe desde o início dos tempos apenas uma religião verdadeira, que é constituida por aqueles que fazem a vontade de Jeová, e que todas as outras formas de adoração são religiões falsas.  Esta comunidade religiosa assume-se como uma religião cristã não-trinitária, o que quer dizer que eles creem em um Deus único, ao qual chamam Jeová, e são seguidores de Jesus. Segundo seus ensinamentos, a sua religião é a restauração do verdadeiro cristianismo.

Afirmam ainda, basearem sua doutrina na Bíblia, e só é contado como membro aquele que já estudou a Bíblia por algum tempo junto com eles, de modo que suas ideias e seu entendimento estejam seguindo as normas da conduta moral ensinada por eles. É necessário também ter participado da obrade de pregação pública, ou seja, da sua tão conhecida pregação porta a porta e nas ruas.

Uma de suas práticas é a realização semanal de reuniões congregacionais e de eventos anuais, momentos estes em que estudam a Bíblia segundo a ótica das Testemunhas de Jeová. São conhecidos também por sua neutralidade política, moralidade sexual e recusa em aceitar transfusões de sangue. Todas estas posturas e posições, dizem eles, são baseadas no que aprenderam através de seus estudos bíblicos.

As testemunhas de Jeová afirmam que seguem tão somente o que está escrito na bíblia e que ela contém ensinamentos e conselhos para as suas vidas. Para ajudar na compreensão e no entendimento bíblico, distribuem publicações gratuitamente de bíblias e revistas ao redor do mundo. Tem total confiança no seu Corpo Governante para fornecer a interpretação adequada dos escritos bíblicos. Este corpo é composto por anciãos e homens considerados espiritualmente qualificados, os quais usam como base a sede mundial das Testemunhas de Jeová, nos Estados Unidos. Eles afirmam que este órgão central, composto por tais homens, está sob a liderança de Jesus Cristo, promovendo e coordenando a obra das Testemunhas de Jeová.

Todavia, nenhum membro das testemunhas de Jeová, nem mesmo o Corpo Governante, afirma ser inspirado por Deus. Segundo eles somente os escritores da bíblia o foram. Deste modo, suas publicações são passíveis a sofrerem alterações em qualquer tempo, se caso algum estudo mais detalhado determine algum “ajuste” de pensamento.