Campos de refugiados

Recebem o nome de campos de refugiados determinadas áreas onde se reúnem pessoas deslocadas de suas moradias originais devido a fatores políticos, sociais, naturais ou econômicos. Localizados no mesmo país ou região de conflito, na fronteira ou em outro lugar próximo, os campos de refugiados são assentamentos de estruturas precárias, de estadia temporária (teoricamente) e com condições sanitárias mínimas, ocupados geralmente por populações sem qualquer renda ou que perderam todas as suas posses.

As tendas e abrigos que tais pessoas utilizam como moradia são construídos com os materiais disponíveis: paus, sacos plásticos, lama e pedras. Nos casos mais afortunados, as agências de ajuda humanitária fornecem o básico: comida, água potável e assistência médica rudimentar, mas às vezes, dependendo do clima político da região e acesso ao campo, a ajuda pode demorar bastante a chegar. Algumas pessoas passam por ali longos anos, pelo simples fato de terem perdido todos os seus referenciais de vida original. As causas mais comuns para o surgimento destas áreas são os conflitos armados ou guerras, perseguições, desastres e catástrofes ambientais.

A ONU possui um órgão que trata do assunto, dedicado à pesquisa e auxílio aos locais e populações que necessitam de assistência. Esse órgão é a ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados). De acordo com a ACNUR, existem em todo mundo, atualmente mais de 42 milhões de pessoas deslocadas em mais de 100 acampamentos em diferentes regiões do mundo. Além da situação econômica precária, os habitantes desses campos estão expostos a uma terrível degradação psicológica e social, já que muitas vezes eles não são bem-vindos nos novos lugares onde montaram acampamento, o que pode dar origem a uma prática generalizada de delitose perda das mínimas convenções sociais. Outro fator problemático é a comum superlotação que estes campos experimentam, pois, invariavelmente há mais pessoas do que locais para assentamentos.

Nos campos de refugiados há milhões de pessoas sem um destino ou perspectiva, que não sabem se poderão retomar a antiga vida e voltar às suas terras de origem. Esse é outro aspecto do problema que é considerado pelos profissionais dedicados ao auxílio de ocupantes desses campos. A ajuda humanitária é temporária, e dificilmente resolve os graves problemas que têm essas pessoas. Por isso mesmo, a ONU e seu órgão ACNUR buscam constantemente sensibilizar os líderes dos países desenvolvidos para que disponibilizem fundos, projetem mecanismos e ações que permitam a essas pessoas se reerguerem e ter um futuro em paz e com uma qualidade de vida adequada.

Bibliografia:
(?)Adriana. Campos de refugiados en el mundo (em espanhol). Disponível em: < http://www.pobrezamundial.com/campos-de-refugiados-en-el-mundo/ >. Acesso em: 26 nov. 2012.

Arquivado em: Sociedade