História do Uruguai

Por Thais Pacievitch
Antes do descobrimento do Uruguai pelos espanhóis, em 1516, os habitantes daquela terra eram os índios charruas, chanaés e guaranis, entre outros. Dos milhares de índios que lá habitavam, a maioria era da tribo charrua.

A primeira colônia se estabeleceu em 1624, em Soriano. Os colonizadores eram espanhóis. Em 1680, um grupo de portugueses fundou a colônia de Sacramento. Logo os espanhóis expulsaram os portugueses. A época da colonização do Uruguai foi marcada pela constante disputa entre espanhóis e portugueses.

A cidade de Montevidéu foi fundada pelos espanhóis entre 1724 e 1750. Em 1800 surgiu o sentimento nacionalista nos uruguaios, o que levou o militar uruguaio José Gervasio Artigas a partir para a luta armada, dominando a cidade de Montevidéu de 1810 a 1814. Em 1817, Artigas foi derrotado.

Em 1821, o Uruguai foi ocupado e anexado ao território brasileiro, a partir de uma aliança entre os brasileiros e os portugueses. A região foi chamada de Província Cisplatina.

Em 1825 os brasileiros foram expulsos com a liderança do uruguaio Juan Antonio Lavalleja, ajudado por tropas argentinas. Juan Antonio Lavalleja proclamou a independência uruguaia na mesma ocasião, o que só foi reconhecido por brasileiros e argentinos em 1828, através do tratado de Montevidéu.

Durante todo esse período da colonização e de disputas entre os europeus, gradativamente o número de indígenas foi diminuindo devido a doenças e as desavenças com os brancos que resultavam em morte. Em 1832, a nação indígena charruas foi dizimada.

Os políticos uruguaios se dividiram entre conservadores (blancos) e liberais (colorados), sendo que suas desavenças levaram o país a uma guerra civil entre os anos de 1839 e 1851. Na Guerra do Paraguai, em 1865, o Uruguai fez parte da vitoriosa Tríplice Aliança, aliado, portanto a Argentina e ao Brasil.

O trabalho do presidente Battle y Ordonez no inicio do século XX, levou o país a uma democracia estável e implantou um sistema social complexo, que propiciou ao povo uruguaio maior qualidade de vida. Nesse período, o país ficou conhecido como a “Suíça Americana”, fato que durou até por volta de 1960, mesmo no período entre 1951 e 1966, quando o presidencialismo foi substituído por um Conselho de Administração.

Com o retorno do sistema presidencialista, em 1967, foi promulgada uma nova constituição. O presidente eleito foi Oscar Daniel Gestido. Entre 1973 e 1980, foi instaurada a ditadura no país. Nos anos 80 a democracia foi consolidada no território uruguaio. O Uruguai aderiu ao Mercosul em 1994.