Detentos do Paraná conquistam vagas nas Universidades pelo SISU e ProUni

25/02/2016 - 12h05 - Por Karoline Figueiredo





No Paraná (PR) 56 detentos do Sistema Prisional conseguiram as vagas tão esperadas para cursar o Ensino Superior  por meio da média obtida no Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade (ENEM PPL ) 2015.

O Poder Judiciário vai analisar cada caso para conceder a autorização aos aprovados de cursarem o Ensino Superior nas Universidades. No total 1.431 detentos realizaram o ENEM PPL 2015, entre esses, 221 concluiram o Ensino Médio.

De acordo com as informações divulgadas pelo Departamento de Execução Penal do Paraná (DEPEN), dos candidatos selecionados, 22 deles conquistaram as vagas pelo Sistema de Seleção Unificada (SISU) - nas Universidades Públicas do Estado e 34 garantiram as vagas pelo Programa Universidade Para Todos (ProUni) - em Universidades Privadas.

Para o diretor do DEPEN, Luiz Alberto Cartaxo Moura, a educação é fundamental no tratamento penal. "Precisamos ampliar e aprimorar o atendimento nas unidades penais e vamos trabalhar fortemente para aumentar esses índices de aprovação".

O ENEM PPL é realizado desde 2010 e é oferecido em unidades prisionais e socioeducativas do país inteiro. As inscrições ficam sob os cuidados dos responsáveis pedagógicos dos estabelecimentos prisionais.

Remição pela Leitura

Um dos incentivos na qual levou os presidiários à estudarem foi o Projeto de Remição de Pena pelo Estudo por meio da Leitura regulamentado no Paraná desde 2012 pela Lei nº 17.329.

Para cada livro lido e resenhado pelo detento, são computados 4 dias de redução da pena. Os estudantes recebem orientações de professores de Língua Portuguesa e Pedagogia da rede estadual de ensino.

Arquivado em: Educação