23ª Bienal de Música Brasileira Contemporânea inicia neste domingo no Rio de Janeiro

08/11/2019 - 17h53 - Por Karoline Figueiredo





A Fundação Nacional de Artes (Funarte), vinculada ao Ministério da Cidadania, e em parceria com a Universidade Federal Fluminense (UFF), promove entre os dias 10 e 14 de novembro, a 23ª Bienal de Música Brasileira Contemporânea no Rio de Janeiro (RJ).

Com o objetivo de valorizar e incentivar a diversidade musical, diversos compositores brasileiros apresentarão uma série de 52 obras de música sinfônica, de câmara e eletroacústica-mista.

"A bienal, quando foi criada, tinha o sentido de ser um termômetro, do que vinha sendo produzido na música brasileira de concerto, os compositores da época. A ideia inicial era mostrar toda a diversidade, a variedade de estilos. Agora, após tanto tempo, em mais uma edição, vamos ter uma grande variedade de estilos, com música para instrumentos convencionais, a música mista e acusmática, que é como se chama a difusão exclusivamente eletroacústica, instrumento solo, conjunto de câmara e duas orquestras, a Sinfônica Nacional da UFF e Sinfônica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)", declarou o coordenador de Música de Concerto da Funarte, José Schiller,

a 23ª Bienal de Música Brasileira Contemporânea acontecerá nos seguintes locais: Centro de Artes da UFF, em Icaraí, Niterói; na Sala Cecília Meireles, Centro do Rio de Janeiro; e no Teatro Dulcina da Funarte, Centro do Rio de Janeiro.

Confira a programação completa, os compositores, os grupos e demais informações no portal do Ministério da Cidadania.