A Pew concede bolsas a novos talentos da ciência da América Latina

14/06/2018 - 13h01 - Por PRNewswire





FILADÉLFIA, 14 de junho de 2018 /PRNewswire/ -- A Pew Charitable Trusts anunciou hoje a turma de 2018 de bolsistas em Ciências Biomédicas para a América Latina.

Os 10 contemplados doutoraram-se recentemente em instituições na Argentina, Brasil, Chile e México. Cada bolsista receberá dois anos de financiamento para estudar com um pesquisador nos Estados Unidos. Depois do programa, a Pew oferece um financiamento adicional aos bolsistas que voltarem à América Latina para abrirem seus próprios laboratórios. Cerca de 70% dos bolsistas anteriores aproveitaram esse incentivo e muitos deles hoje lideram importantes projetos de pesquisa acadêmica e científica em seus países de origem.

"É um grande prazer colaborar para o treinamento e orientação desses excelentes pesquisadores em alguns dos melhores laboratórios do mundo", declarou Rebecca W. Rimel, presidente e CEO da Pew. "Eles formam um grupo exemplar, comprometido com o desenvolvimento dos conhecimentos em biomedicina na América Latina e com a promoção global da saúde humana."

Os bolsistas iniciarão projetos de pesquisa sob a orientação de pesquisadores eminentes em Ciências Biomédicas, inclusive ex-alunos do Programa Pew Scholars para Ciências Biomédicas. As linhas de pesquisa da turma de 2018 abrangem do estudo do desenvolvimento de circuitos neurais e conexões cerebrais a mecanismos para testes de infecções virais.

"Esses jovens bolsistas da Pew são grandes promessas, não só como cientistas inovadores, mas também como a próxima geração de líderes das instituições de pesquisa de toda a América Latina", comenta Eva Nogales, Ph.D., professora do Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular da University of California, Berkeley e próxima presidente do comitê consultivo nacional do programa.

"Através do programa, esses talentosos cientistas acumularão conhecimento, experiência e redes profissionais inestimáveis para a evolução das comunidades científicas de seus países de origem", comenta Torsten N. Wiesel, M.D., ganhador do Nobel de Medicina e Fisiologia de 1981 e presidente do comitê consultivo nacional desde o início do programa, em 1990, até este ano.

Estes são os bolsistas latino-americanos da Pew para 2018, com seus respectivos mentores nos Estados Unidos:

Diego Alvarez, Ph.D.
Laboratório de Brenda Bloodgood, Ph.D., bolsista de biomedicina da Pew em 2015
University of California, San Diego
O projeto do Dr. Alvarez é estudar os mecanismos moleculares e genéticos do desenvolvimento dos circuitos visuais após o nascimento.

Francesca Burgos, Ph.D.
Laboratório de Carlos Bustamante, Ph.D.
University of California, Berkeley
A Dra. Burgos examinará como as moléculas lineares de RNA se dobram em um formato tridimensional específico conforme estão sendo produzidas.

Victor Cornejo, Ph.D.
Laboratório de Rafael Yuste, M.D., Ph.D.
Columbia University
A pesquisa do Dr. Cornejo procurará explicar como funciona a transmissão de sinais elétricos nas espinhas projetadas pelos ramos dendríticos de um neurônio.

Grisel Cruz Becerra, Ph.D.
Laboratório de James Kadonaga, Ph.D.
University of California, San Diego
A Dra. Cruz Becerra pretende estudar o papel das estruturas conhecidas como pré-nucleossomos na regulação da atividade genética.

Daniela Di Bella, Ph.D.
Laboratório de Paola Arlotta, Ph.D.
Harvard University
A Dra. Di Bella buscará explicações moleculares que indiquem como os neurônios do cérebro conectam-se a pontos específicos da medula espinhal.

M. Eugenia Dieterle, Ph.D.
Laboratório de Kartik Chandran, Ph.D.
Albert Einstein College of Medicine
A Dra. Dieterle definirá os mecanismos que permitem que um tipo mortal de hantavírus penetre nas células dos pulmões.

Maria Fernanda Forni, Ph.D.
Laboratório de Brenda Bloodgood, Ph.D., bolsista de biomedicina da Pew em 2010
Yale University
A Dra. Forni estudará como a redução de calorias afeta a estrutura da pele e dos cabelos.

Dolores Irala, Ph.D.
Laboratório de Cagla Eroglu, Ph.D.
Duke University               
A Dra. Irala estudará como as células de sustentação cerebral chamadas astrócitos ajudam a regular a formação de conexões inibidoras entre os neurônios.

Carolina G. Lucas, Ph.D.
Laboratório de Akiko Iwasaki, Ph.D.
Yale University
A pesquisa da Dra. Lucas explorará os fatores que influenciam a gravidade de uma infecção por Chikungunya, vírus transmitido por mosquitos.

Hugo Sepúlveda, Ph.D.
Laboratório de Anjana Rao, Ph.D.
La Jolla Institute for Allergy and Immunology
O Dr. Sepúlveda pesquisará como as proteínas reguladoras chamadas TETs influenciam a formação de tipos de células especializadas.

Acesse a página do programa para ler os resumos completos dos bolsistas e conhecer melhor o programa.

Desde 1990, o programa de bolsas para a América Latina faz parte do investimento da Pew em jovens cientistas que estudam temas fundamentais para a promoção da saúde humana. Também foram anunciadas hoje as novas turmas dos programas de bolsas Pew-Stewart para pesquisa do câncer e Pew para ciências biomédicas.

A Pew Charitable Trusts é impulsionada pelo uso do conhecimento na resolução dos problemas mais desafiadores da atualidade. Para mais informações, acesse www.pewtrusts.org.

FONTE The Pew Charitable Trusts