Abastecimento de Água no Distrito Federal é reduzido para conter crise hídrica

23/11/2016 - 15h55 - Por Karoline Figueiredo





A Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (CAESB) tomou a decisão de a partir de hoje (23) reduzir a pressão nas redes de abastecimento de água do Distrito Federal com o objetivo de controlar a crise hídrica.

A iniciativa diminuirá o consumo de água do reservatório do Descoberto onde permanece com nível de água muito baixo. A medida de reduzir a pressão evitará os vazamentos na rede de distribuição da água além de melhorar as condições de abastecimento.

A redução de água será entre as 9h e 17h, voltando a normalidade nos demais horários. A mudança permanecerá nos meses de novembro e dezembro deste ano, nas seguintes cidades de Brasília (DF): Ceilândia, Vicente Pires, Colônia Agrícola Samambaia, Riacho Fundo II, Recanto das Emas, Gama, Santa Maria, Águas Claras, Arniqueiras, Taguatinga, Riacho Fundo I, Park Way, Candangolândia e Núcleo Bandeirante.

Os principais motivos que contribuíram para o racionamento de água foram a falta de chuva, ocupações irregulares de terras e a falta de obras para o aumento de captação de água.

Crise Hídrica

O Brasil possui 20% do total da água existente no mundo, no entanto, a degradação das florestas (a vegetação preserva nascentes e fornece umidade para atmosfera originado as chuvas), a degradação do solo (que afeta reservas subterrâneas), a poluição dos rios principalmente com esgotos e resíduos químicos de indústrias, o aumento de consumo de água, mudanças climáticas entre outros, são as causas para tanta escassez de água potável.

O mundo passa por sérios problemas hídricos, principalmente por consequência humana. Uma combinação de fatores que agrava cada vez mais a disponibilidade de água potável. Os países precisam buscar soluções com urgência para combater a crise hídrica e a população precisa fazer sua parte para não poluir e economizar. O presente e o futuro estão nas mãos de todos nós.