Alunos ocupam Escola em São Paulo e protestam contra mudanças na Rede Pública de Ensino

11/11/2015 - 18h00 - Por Karoline Figueiredo





Nesta quarta-feira, 11/11, em São Paulo, diversos alunos ocuparam a Escola Estadual Fernão Dias Pais para manifestar contra o projeto da gestão do governador Geraldo Alckmin, que modificará a estrutura da rede pública estadual paulista. As reivindicações vem acontecendo constantemente por alunos, pais e professores desde que as mudanças previstas para 2016 foram anunciadas.

Na Escola Estadual Diadema, São Paulo, houve ocupação pelos estudantes na segunda-feira, 9/11.

Com estudantes reivindicando dentro das Escolas, algumas aulas acabaram sendo suspensas. Cartazes e tambores fazem parte do protesto na qual eles lutam para que as Escolas não sejam fechadas, ou a maioria dos alunos, transferidos para Escolas mais distantes por causa da reformulação de Ensino.

Segundo a Secretaria de Educação muitos jovens que invadiram a Escola Fernão Dias Pais, não são estudantes da unidade. A pasta registrou boletim de ocorrência por depredação ao patrimônio público e informou que eles se recusaram a conversar com representantes da secretaria.

A meta da Secretaria de Estado da Educação de São Paulo é manter em cada Escola apenas 1 ciclo de ensino: Anos Iniciais (1º ao 5º) do Ensino Fundamental; Anos Finais (6º ao 9º) do Ensino Fundamental e Ensino Médio, todos separados.

Com essa transformação, 94 Escolas serão fechadas e 1.464 passarão por mudanças. 311 mil alunos serão transferidos para outras redes, muitos deles, terão que percorrer uma distância maior do que já fazem todos os dias. Serão atingidos pela transformação 74 mil professores, é previsto a demissão de 20 mil.

Arquivado em: Educação