As escolas do Reino Unido ficam em último lugar no ranking de orientação sobre saúde bucal, segundo pesquisa da FDI de 13 países

20/03/2019 - 09h01 - Por PRNewswire





GENEBRA, 20 de março de 2019 /PRNewswire/ -- Hoje, no Dia Mundial da Saúde Oral (WOHD), a FDI World Dental Federation (FDI) divulgou os resultados de uma pesquisa realizada em 13 países, que perguntou aos pais com filhos de 5 a 16 anos se a escola deles forneceu orientações sobre bons cuidados bucais. A saúde bucal precária pode afetar negativamente o desenvolvimento da boca jovem e levar à perda de mais de 50 milhões de horas escolares por ano1. Também pode afetar a confiança da criança, suas habilidades sociais, bem como o potencial de sucesso, mais tarde, na vida. A saúde bucal é, portanto, essencial para a saúde geral e o bem-estar da criança.  

Para ver o comunicado de imprensa multimídia, clique em: https://www.multivu.com/players/uk/8512751-fdi-survey-uk-schools-last-in-oral-health/

A pesquisa mostra que as escolas do Reino Unido estão em último lugar no ranking, em termos de promoção da boa saúde bucal. Diante da pergunta se a escola dos filhos forneceu orientações sobre a importância de bons cuidados orais, apenas 29% dos pais, no Reino Unido, disseram que sim, o que foi drasticamente mais baixo do que os resultados dos outros 12 países. Isso posiciona o Reino Unido no final da lista, atrás dos EUA (53%), da Austrália (54%), Alemanha (69%), China (77%), Arábia Saudita (81%), Polônia (84%), do Marrocos e da Argélia (86%), da Indonésia (87%), do Brasil e da Índia (91%) e do México (93%).  

No Reino Unido, 49% dos pais também "não sabiam" com que frequência a escola dos filhos forneceu orientações sobre bons cuidados bucais. Os pais da Austrália e dos EUA não ficaram muito longe, com 35% e 32%, respectivamente. Essa situação fica em total contraste com os resultados da Alemanha (19%), Arábia Saudita (12%), Polônia (10%), China, Indonésia e Marrocos (9%), Argélia (6%), Índia (5%), Brasil (3%) e México (1%).

A presidente da FDI, Kathryn Kell, afirmou: "Os resultados da pesquisa mostram que nem todos os pais sabem se seus filhos estão recebendo orientação sobre saúde bucal na escola. Precisamos preencher essa lacuna de conhecimento, pois as doenças bucais são as mais prevalentes no mundo e afetam 3,58 bilhões de pessoas, o equivalente à metade da população mundial. Além disso, 486 milhões de crianças sofrem deterioração da primeira dentição, o que pode causar perda prematura de dentes, dor, interrupção do sono, problemas alimentares e outros problemas de saúde em crianças pequenas". Enfatizou ainda que "as escolas devem ser estimuladas a ensinar as crianças sobre bons cuidados bucais".

A boa notícia é que 71% dos pais em todos os países concordaram que as escolas deveriam ensinar às crianças os bons cuidados bucais, e 51% também reconheceram que eles mesmos têm seu papel na orientação sobre a saúde bucal.

O presidente da equipe de tarefas do WOHD, Dr. Edoardo Cavalle, disse: "Os bons hábitos de saúde bucal começam cedo, e precisamos incentivar as crianças a escovar os dentes duas vezes por dia, com creme dental com flúor, e ajudá-las a evitar alimentos e bebidas ricos em açúcares. Também é necessário priorizar check-ups odontológicos regulares. Milhões de dias letivos são perdidos todo ano devido à saúde bucal precária, afetando seriamente a capacidade da criança de ter desempenho na escola. Juntos, pais e professores devem desempenhar papel fundamental em ajudar a educar as crianças sobre a importância de manter a boca e os dentes saudáveis, o que ajudará a garantir a saúde geral e o bem-estar das futuras gerações".

Em resposta aos achados da pesquisa e para ajudar os pais e professores a agir em relação à saúde bucal, a FDI desenvolveu os Mouth Heroes (heróis da boca) para as escolas, um recurso de ensino multimídia que fornece ferramentas para criar aulas envolventes sobre a importância da boa saúde bucal. Destinado a crianças com idades entre 5 e 9 anos, os Mouth Heroes têm um representante amigo da criança, chamado "Toothie" (Dentinho), que leva as crianças a uma viagem interessante para desenvolver habilidades relacionadas com a saúde. Ao ajudar os professores a integrar a saúde bucal nas aulas, os Mouth Heroes podem ajudar a impulsionar mudanças positivas. Além disso, existem muitos recursos disponíveis no site da campanha do WOHD, para ajudar os pais a aprender sobre boas práticas de saúde bucal para os filhos.

Material de imprensa: www.worldoralhealthday.org/press

Sobre o Dia Mundial da Saúde Oral

Celebrado anualmente no dia 20 de março, o Dia Mundial da Saúde Oral (WOHD) foi lançado pela FDI World Dental Federation, para aumentar a conscientização global sobre a prevenção e o controle de doenças bucais. www.worldoralhealthday.org; #WOHD19 #SayAhh

Parceiros globais do WOHD: Henry Schein, Philips Sonicare e Unilever; apoiadores: 3M, Planmeca e Wrigley

Referências 

1. Kwan SYL, PE Petersen, Pine CM, Borutta A. Health promoting schools: an opportunity for oral health promotion. Boletim da Organização Mundial da Saúde 2005;83:677–685. Disponível em: https://www.who.int/bulletin/volumes/83/9/677.pdf (acesso em 11 de março de 2019).

Sobre a pesquisa 

Todos os números, salvo indicação em contrário, são da YouGov Plc. O tamanho total da amostra foi de 16.477 adultos, dos quais 4.367 eram pais com filhos de 5 a 16 anos. O trabalho de campo foi realizado entre 18 de fevereiro e 4 de março. A pesquisa foi feita on-line. Os números foram ponderados e são representativos de todos os adultos (maiores de 18 anos) na Austrália, no Brasil, na Alemanha, no Reino Unido, nos EUA, no México e na Polônia e também são ponderados e representativos de todos os adultos on-line (maiores de 18 anos) na Argélia, China, Índia, Indonésia, no Marrocos e na Arábia Saudita.

 

Video - https://mma.prnewswire.com/media/838035/FDI_Survey.mp4

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/838036/FDI_World_Dental_Federation.jpg

FONTE FDI World Dental Federation