Câmara dos Deputados promove campanha contra violência política de gênero com foco nas eleições municipais

08/10/2020 - 18h41 - Por Karoline Figueiredo

A Câmara dos Deputados, por meio da Secretaria da Mulher , em parceria com a Primeira-Secretaria da Casa, prosseguirá com a campanha lançada em 2019 "Violência Política de Gênero - uma letra muda todo contexto".

Nesta nova etapa que se inicia entre outubro de 2020 e janeiro de 2021, a iniciativa estará voltada principalmente, no combate à violência política de gênero contra mulheres no contexto das eleições municipais.

A campanha abordará os principais tipos de violência praticados contra a mulher candidata, a mulher eleita, a mulher vereadora e a mulher prefeita. A ação incentiva também a denúncia por meio do telefone nº 180 e no portal Fale Conosco da Câmara dos Deputados.

Violência Política de Gênero:

É caracterizada como todo e qualquer ato sistêmico de violência com o propósito de excluir a mulher do espaço político, impedir ou restringir seu acesso ao mesmo e ao exercício de funções públicas, além de induzi-la a tomar decisões que não sejam de sua vontade.

A violência política de gênero é uma das causas da falta de representação das mulheres no parlamento e em outros locais de poder de decisão. Muitas mulheres sofrem discriminações durante todo o processo de eleição, ou seja, ao se candidatar, depois de eleitas e durante o mandato. Essas agressões podem ser de diversas formas como física, psicológica, econômica, simbólica ou sexual.

Os ataques ocorrem de diversas formas, entre elas, por redes sociais, nas ruas, pelos próprios partidos ou dentro do estabelecimento de trabalho. Em casos extremos podendo chegar até ao assassinato. De acordo com a Câmara, entre o período de 1998 e 2016 foram registradas 79 mortes de candidatas durante a campanha. A maior parte das mortes ocorreu em eleições municipais e em cidades com menos de 50 mil habitantes.

Confira todos os detalhes sobre a campanha e demais informações no portal da Câmara.