Celebração mundial do Dia Internacional do Jazz 2017 termina com um extraordinário concerto repleto de estrelas, apresentado pelo ator Will Smith, em Havana, Cuba

01/05/2017 - 11h07 - Por PRNewswire





Milhares de performances e programas aconteceram em mais de 190 países, em todos os continentes

HAVANA, 1 de maio de 2017 /PRNewswire/ -- Na sequência de milhares de eventos acontecendo em mais de 190 países, o Dia Internacional do Jazz 2017 culminou em um concerto fenomenal, transmitido mundialmente desde o histórico Gran Teatro de La Habana Alicia Alonso, de Havana. Como a cidade anfitriã mundial do Dia Internacional do Jazz 2017, a musicalmente vibrante cidade de Havana também apresentou uma larga variedade de concertos e programas educacionais, em parceria com o Ministério da Cultura de Cuba, Instituto Cubano de Música e a Comissão Nacional Cubana para a UNESCO.

Criado pela Organização Educacional, Científica e Cultural das Nações Unidas (UNESCO) em coordenação com o Instituto de Jazz Thelonious Monk, o Dia Internacional do Jazz é reconhecido nos calendários oficiais da UNESCO e das Nações Unidas. A cada ano, em 30 de abril, o Dia Internacional do Jazz destaca o papel do jazz na promoção da paz, criatividade e diálogo intercultural e na união dos povos de todos os cantos do globo. A Toyota atuou como uma parceira principal do Dia Internacional do Jazz 2017.

O concerto mundial começou com um grupo de estrelas da música de Cuba e de todo o mundo, apresentando "Cuba Bop" e "Manteca", em tributo à inédita colaboração dos anos 1940 entre Dizzy Gillespie e Chano Pozo, que misturou a música afro-cubana e o jazz. A aclamada vocalista Cassandra Wilson apresentou sua composição sensual, "You Move Me", e o virtuoso cubano do trompete, Julio Padrón, tocou a inventiva "Byrdlike", de Freddie Hubbard. O adorado vocalista cubano Bobby Carcassés somou forças com o mestre baixista e vocalista Richard Bona, de Camarões, para uma ardente interpretação da música de jazz latino, "Bilongo".

"Bésame Mucho" demonstrou a influência mundial do jazz, com os pianistas Youn Sun Nah (República da Coréia) e Tarek Yamani (Líbano), a baixista Esperanza Spalding e a violinista Regina Carter (Estados Unidos) e o baterista Antonio Sánchez (México). Para marcar o centenário do ícone do jazz, Thelonious Monk, os lendários pianistas cubanos Gonzalo Rubalcaba e Chucho Valdés fizeram uma apresentação deslumbrante do clássico "Blue Monk". O concerto teve um final emocionante, com artistas incluindo o pianista Herbie Hancock, o baixista Marcus Miller, os vocalistas Kurt Elling e Ivan Lins, o guitarrista francês Marc Antoine e os percussionistas cubanos Yaroldi AbreuAdel GonzálezRamsés Rodriguez e Oscar Valdés executando o hino "Imagine", de John Lennon.

Material selecionado de mídia do DIJ 2017 por Steve Mundinger: goo.gl/r38oo7   

Mais informações: www.unesco.org/days/jazzday      www.jazzday.com.  

Foto - http://mma.prnewswire.com/media/506120/International_Jazz_Day_PT.jpg

Foto - http://mma.prnewswire.com/media/506121/International_Jazz_Day_Will_Smith_PT.jpg

 

 

FONTE Thelonious Monk Institute of Jazz