Dilma Roussef anuncia segunda etapa do Ciência sem Fronteiras

27/06/2014 - 15h13 - Por Thaís Ferraz





A presidente Dilma Roussef lançou, na quarta-feira (25), a segunda etapa do programa Ciências sem Fronteiras. A meta da nova fase é oferecer 100 mil bolsas de graduação e pós-graduação. Até o momento, 83.200 estudantes já foram contemplados pelo programa.

A previsão é de que a meta seja atingida até setembro deste ano. Além do intercâmbio acadêmico, o Ciência sem Fronteiras também pretende oferecer estágios em empresas e centros de pesquisas e realizar parcerias acadêmicas. Para concorrer às bolsas do programa, os estudantes devem ter prestado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e ter obtido, no mínimo, 600 pontos na prova.

O Ciência sem Fronteiras foi lançado em dezembro de 2001 e tem como objetivo promover a consolidação, expansão e internacionalização da ciência e tecnologia, da inovação e da competitividade brasileira por meio do intercâmbio e da mobilidade internacional.  O programa também oferece cursos gratuitos de inglês, presenciais ou via internet, e aplica gratuitamente exames de proficiência em outros idiomas.

A iniciativa é do  Ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e do Ministério da Educação (MEC), através do CNPq, da Capes e das Secretarias de Ensino Superior e de Ensino Tecnológico do MEC.

Mais informações na página do Ciência sem Fronteiras.

Arquivado em: Educação