Educação Integral é debatida em audiência pública

20/10/2015 - 23h37 - Por Karoline Figueiredo





Participantes da audiência pública promovida pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) no início deste mês, apresentaram os benefícios e os impactos positivos da Educação Integral no Brasil. Fizeram uma avaliação do Programa "Mais Educação" lançado pelo Governo Federal em 2007 que busca a ampliação da Educação em tempo Integral em todo país.

O representante do Ministério da Educação, Leandro Costa, informou que a pasta já tem um plano de regularização dos repasses e que o novo Ministro da Educação, Aloisio Mercadante, prioriza a política de Educação Integral. Serão abertas novas inscrições para mais Escolas aderirem ao Programa a partir do próximo Ano Letivo.

O Programa criado pelo Ministério da Educação (MEC) adota uma jornada de 7 horas diárias que além das disciplinas desenvolvidas normalmente em sala de aula, atua com reforço escolar, esporte, atividades diversificadas, entre outros. Também conta com uma equipe maior de profissionais que dão assistência aos alunos e familiares. Hoje, o Mais Educação está presente em 87% das cidades brasileiras e atende aproximadamente 10% dos alunos da Educação Básica. Todas as pesquisas mostram que o Ensino em tempo Integral melhora o desempenho dos estudantes.