Enem 2017: Saiba onde você pode utilizá-lo

06/05/2017 - 13h50 - Por Thaís Ferraz





Na próxima segunda-feira, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) abrirá o período de inscrições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017. A prova é a maior do Brasil e pode ser utilizada para uma série de oportunidades: vagas em cursos de graduação de instituições públicas e privadas, bolsas do governo e até mesmo para ingresso em universidades de Portugal.

Confira todas as possibilidades oferecidas pelo Exame:

Qual é a finalidade do Enem?

De acordo com o INEP, "a finalidade primordial do Enem é a avaliação do desempenho escolar e acadêmico ao final do Ensino Médio". No portal da instituição são listados os seguintes objetivos:

- permitir a auto-avaliação do participante, bem como, a continuidade de sua formação e inserção no mercado de trabalho;
- criar uma referência nacional para o aperfeiçoamento dos currículos do Ensino Médio;
- acessar a educação superior, como mecanismo único, alternativo ou complementar;
- acessar programas governamentais de financiamento ou o apoio ao estudante da educação superior;
- ingressar em diferentes setores do mundo do trabalho;
- desenvolver estudos e indicadores sobre a educação brasileira.

Sistema de Seleção Unificado - Sisu

O Enem foi criado em 1998 e, à partir de 2009,  passou a ser utilizado como mecanismo de seleção para o ingresso no ensino superior. O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) é o sistema informatizado, gerenciado pelo Ministério da Educação (MEC), no qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas para candidatos participantes do Exame. O Sisu é aberto duas vezes por ano.

Vagas em instituições que adotam o Enem como primeira fase

Algumas universidades públicas, como a Unifesp, adotam o Enem como primeira fase ou como parte complementar do vestibular. Confira no site da instituição na qual você deseja ingressar se este é o caso.

Bônus nos processos seletivos

Algumas instituições utilizam a nota do Enem como bônus na nota final da prova. Esta informação geralmente está disponibilizada nos Editais dos Processos Seletivos.

Ingresso via Enem (instituições privadas)

Algumas instituições particulares oferecem a possibilidade de ingresso utilizando apenas a nota do Enem, sem necessidade de prestar um processo seletivo específico. Confira no site da instituição na qual você deseja ingressar se esta possibilidade é oferecida.

Prouni

Criado em 2004, o ProUni oferece bolsas integrais para estudantes que tenham renda familiar de até 1,5 salário mínimo por pessoa e bolsas parciais para estudantes que tenham renda familiar de até três salários mínimos por pessoa.

Fies

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um programa do Ministério da Educação que tem como objetivo financiar a graduação de estudantes de baixa renda que se matriculem em instituições privadas. O Fies "cobre" todos os gastos de matrícula e mensalidades dos estudantes durante toda a graduação. Após o fim do curso, os bolsistas devem devolver o valor investido, tendo até 18 meses para iniciar o pagamento e um prazo de três vezes o período de duração regular do curso + 12 meses para quitar a dívida.

Pronatec e Sisutec

O Pronatec foi criado pelo Governo Federal em 2011, com o objetivo de ampliar a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica. O público beneficiado pelo programa é composto por estudantes do Ensino Médio da rede pública, inclusive da Educação de Jovens e Adultos, trabalhadores, e beneficiários dos programas federais de transferência de renda.

O Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) é um sistema gerenciado pelo Ministério da Educação (MEC), no qual instituições públicas e privadas de ensino superior e de educação profissional e tecnológica oferecem vagas gratuitas em cursos técnicos para candidatos que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Ingresso em instituições de Ensino Superior em Portugal

Desde 2015, o MEC têm firmado acordos com instituições de Ensino Superior portuguesas para que elas aceitem o Enem como forma de ingresso para estudantes brasileiros. Atualmente, 22 instituições de Portugal já utilizam esse método de seleção. A lista completa está disponível neste link.