Enem 2020: conheça os recursos acessíveis para cegos e surdocegos

03/09/2020 - 17h19 - Por Karoline Figueiredo

Os candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 que solicitaram atendimento especializado para cegueira, surdocegueira, baixa visão ou visão molecular, e obtiveram pedidos aprovados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), poderão utilizar diversos recursos nos dias de provas.

Conforme Edital do Enem, os participantes dentro dessas condições poderão ser acompanhados por cão-guia, além de utilizar as seguintes opções de materiais: máquina de escrever em braile, lâmina overlay, reglete, punção, sorobã ou cubaritmo, caneta de ponta grossa, tiposcópio, assinador, óculos especiais, lupa, telelupa, luminária, tábuas de apoio, multiplano e plano inclinado. Os materiais portados serão vistoriados pelos aplicadores de provas.

Nesta edição, o Enem também passa a disponibilizar um programa que possibilita a leitura de textos na tela do computador durante os exames, além de indicar o implante coclear no caso de surdocegueira. Serão disponibilizados três guias-intérpretes para atendimento ao participante surdocego e uma banca especial para correção de suas provas.

O INEP considera todas as necessidades adicionais para realização das provas do Enem como "Atendimento Especializado", que inclui gestantes, lactantes, idosos, estudantes em situação hospitalar, entre outras condições específicas.

Nesta edição, o Enem registrou 55 mil pedidos para "Atendimento Especializado" em provas impressas, do total, 47.847 foram aprovados pelo INEP. O Enem Digital não há Atendimento Especializado.

O Enem Impresso será aplicado nos dias 17 e 24 de janeiro de 2021; e o Enem Digital nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021.

Para mais informações acesse o portal do MEC.