Ensino Médio brasileiro não atinge metas do Ideb em 2013

05/09/2014 - 16h36 - Por EBC Agência Brasil





A educação do país não atingiu as metas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) que eram previstas para o ano de 2013 nos anos finais do Ensino Fundamental e no Ensino Médio, segundo dados divulgados pelo Ministério da Educação (MEC) nesta sexta-feira (5/9).

No Ensino Médio, de 2011 a 2013, a nota total apenas se manteve em 3,7, não atingindo a meta que era 3,9. No desempenho das escolas privadas, o resultado foi pio: a nota caiu de 5,7 em 2011 para 5,4 em 2013, ficando distante da meta que era chegar aos 6,0 pontos.

Nos anos finais do Ensino Fundamental, o desempenho melhorou e a nota total passou de 4,1 para 4,2 entre os anos de 2011 e 2013. No entanto, não foi suficiente para atingir os 4,4 pontos projetados pelo MEC. Nesta fase do ensino houve também uma queda da nota das escolas privadas: de 6,0 para 5,9, distanciando-se da projeção de 6,5.

O único resultado geral positivo foi na Educação Infantil: a pontuação passou de 5,0 para 5,2, passando em três pontos percentuais previstos como meta para 2013. Nesta fase da formação escolar, o desempenho foi atingiu a projeção também nas escolas públicas, estaduais e municipais. Apenas na rede privada não se chegou ao objetivo: a nota subiu de 6,5 para 6,7, mas a meta 6,8.

Desempenho por estado

O Ensino Médio teve resultado preocupante na análise por estados. Para esta fase do ensino a meta da nota total foi atingida apenas em quatro unidades da federação: Amazonas, Pernambuco, Rio de Janeiro e Goiás. De 2011 a 2013 o desempenho caiu em 13 estados, entre eles Ceará, Amazonas, Mato Grosso, Minas Gerais e Paraná. Na rede estadual, apenas seis estados chegaram à nota esperada. E na rede particular, o resultado foi ainda pior: apenas o estado de Roraima atingiu a meta prevista para 2013.

Nos últimos anos do Ensino Fundamental, cinco estados não atingiram a meta para 2013: Pará, Amapá, Tocantins, Sergipe e Santa Catarina. Todas estas unidades da fderação, além de não chegarem à nota esperada na avaliação, tiveram o desempenho pior do que a análise feita em 2011. O estado de Mato Grosso também diminuiu o desempenho de 4,5 para 4,4, mas se manteve dentro da sua meta que era 3,9.

Criado em 2007 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o Ideb tem o objetivo de medir a qualidade do aprendizado nacional e estabelecer metas para a melhoria do ensino no país. O indicador é divulgado de dois em dois anos, e é calculado a partir de dois componentes: a taxa de rendimento escolar (aprovação) e as médias de desempenho nos exames aplicados pelo Inep. Os índices de aprovação são obtidos a partir do Censo Escolar, realizado anualmente. Clique aqui para conhecer os resultados e saber quais são as metas até 2021.

Por: Ana Elisa Santana / EBC / CC-BY 3.0