Greves das Universidades e Institutos encerram hoje

13/10/2015 - 21h25 - Por Karoline Figueiredo





Hoje, 13/10, as Universidades e Institutos Federais começaram a voltar às aulas após 139 dias de paralização segundo o Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes). A greve aconteceu em todo país, atingindo os 26 Estados, 48 instituições federais de ensino foram afetadas.

Para Elton Rodrigues de 20 anos, estudante do Curso de Letras da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), a situação não foi tão complicada e prejudicial para os alunos porque os professores não aderiram a greve e permaneceram dando aulas normalmente, no entanto, funcionários técnicos administrativos pararam. "Com a greve dos técnicos, as bibliotecas de alguns setores da UFSC ficaram fechadas e outras com horários restritos. A secretaria também ficou fechada, o que acabou dificultando nosso acesso, porém, o mais importante era não perder as aulas", declara Elton. O estudante também informou que compreende a importância da greve e os direitos reivindicados pelos professores e técnicos administrativos.

O Andes comunicou neste domingo, 11/10 que reduziu a reivindicação de reajuste de 27,3% para 19,7%. O governo apresentou um reajuste de 5,5% para o mês de agosto de 2016 e 5% no mês de janeiro de 2017. Apesar de aceitar a proposta e encerrar a greve, o Sindicato informou que professores e servidores continuarão fazendo mobilizações para atingirem seus objetivos.

Algumas das reivindicações: Defesa de concurso público, contra a contratação de professores por tempo determinado; Atendimento das necessidades de infraestrutura; Reajuste salarial,entre outros.

 

Arquivado em: Educação