IMD: os EUA superam Hong Kong e obtêm o primeiro lugar entre as economias mais competitivas do mundo

23/05/2018 - 15h01 - Por PRNewswire





LAUSANNE, Suíça, 23 de maio de 2018 /PRNewswire/ -- Celebrando sua 30a edição, as classificações de competitividade mundial da IMD destacam uma tendência a longo prazo enfatizada nas últimas edições – que os países no topo da lista apresentam cada um deles uma abordagem única para se tornarem competitivos.

As cinco primeiras economias mais competitivas permanecem as mesmas do ano passado, mas a ordem de classificação foi alterada. Os Estados Unidos voltam a ocupar a primeira posição, seguidos por Hong Kong, Cingapura, Holanda e Suíça. O retorno dos Estados Unidos para a primeira colocação deriva da força de seu desempenho econômico (1o) e infraestrutura (1o). Hong Kong apresenta uma abordagem um pouco diferente explorando a eficiência de seu governo (1o) e a eficiência das empresas (1o).

A Holanda sobe uma posição ocupando o 4o lugar enquanto que a Suíça desce para o 5º. O avanço da Holanda demonstra um caminho "equilibrado" para a competitividade, classificando-se entre as 10 primeiras em desempenho econômico, eficiência do governo e das empresas. A Suíça sofre um declínio principalmente devido à desaceleração das exportações e uma elevação da percepção de ameaças de transferências de instalações de pesquisa e desenvolvimento.

Dinamarca, Noruega e Suécia se classificaram respectivamente na 6a, 8a e 9a posições. Os EAU (7a) e o Canadá (10a) completaram a lista de classificação dos primeiros colocados.

Outras economias que avançaram significativamente neste ano são a Áustria (18a) e a China (13a). O professor Arturo Bris, diretor do Centro de Competitividade Mundial da IMD, afirma que "o crescimento econômico, a redução da dívida do governo e o aumento da produtividade das empresas possibilitaram a subida da Áustria. Para a China, os investimentos em infraestruturas físicas e intangíveis e também a melhoria em alguns aspectos institucionais, como a estrutura legal e regulatória, estimularam seu desempenho".

Bris nota que "os resultados deste ano reforçaram uma característica crucial do ambiente da competitividade. Os países adotam caminhos diversos em direção à transformação da competitividade". Ele acrescenta que "os países com as primeiras classificações compartilham um desempenho acima da média em todos os fatores de competitividade, mas a combinação desta varia. Uma economia, por exemplo, pode desenvolver sua estratégia de competitividade ao redor de um aspecto particular, como sua infraestrutura tangível e intangível; outra economia pode abordar a competitividade através de sua eficiência governamental".

Sobre a IMD: A IMD é uma escola de negócios independente, com raízes suíças e alcance global, especializada no desenvolvimento de líderes e na transformação de organizações para a criação de um impacto contínuo.

Pelos últimos 7 anos consecutivos, a IMD foi classificada entre as 3 PRIMEIRAS em educação para executivos globalmente e a PRIMEIRA em programas abertos (Financial Times 2012-2018) http://www.imd.org.

Contato para a mídia/Entrevistas: 
Aïcha Besser
Escola de negócios IMD, Relações com a mídia global
Tel.: +41-21-618-0507
[email protected]

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/693215/IMD_Infographic.jpg 

FONTE IMD