Inscrições para o FIES do segundo semestre terminam hoje

06/08/2015 - 09h39 - Por Thaís Ferraz





O Ministério da Educação (MEC) encerra, nesta quinta-feira, o período de inscrições do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do segundo semestre. Os candidatos deverão se cadastrar neste link.

O procedimento de inscrição sofreu alterações em relação às edições anteriores. Neste semestre, os candidatos deverão se cadastrar por meio do Sistema de Seleção do Fies (FiesSeleção). Na candidatura, os estudantes só poderão optar por um curso/turno.

Podem participar do Fies candidatos que ainda não tenham diploma do ensino superior; que tenham feito o Enem a partir de 2010, com nota mínima de 450 pontos; e que possuam renda familiar per capita de até 2,5 salários mínimos.

Mudanças no Fies

O MEC divulgou, no dia 24 de julho, o edital n21, que dispõe sobre o cronograma e demais procedimentos do Fies. O documento pode ser conferido na íntegra no Diário Oficial da União. Além disso, o Ministério também havia publicado uma nota conjunta com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, que pode ser conferida neste link.

A principal mudança foi a do limite de renda para contratar o Fies. A partir deste ano, o valor passará para 2,5 salários mínimos (R$1.970) por pessoa. Até a última edição, o valor era de R$15.760 por família. O MEC também alterou as regras para o cálculo da porcentagem do financiamento. No novo Fies, o valor que será pago pelo aluno será determinado a cada ano, de acordo com a renda familiar.

A nota já informou que os juros subiriam de 3,4% para 6,5% ao ano. O prazo para pagamento do Fies também passou por aumento: a partir desta edição, os estudantes terão até três vezes a duração do curso para quitar a dívida.

Em relação aos cursos, o MEC determinou que três áreas terão prioridade: engenharias, formação de professores (licenciaturas, pedagogia ou normal superior) e saúde. Os cursos com notas mais altas no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES) também serão prioritários. Além disso, será priorizado o atendimento de estudantes matriculados em cursos oferecidos nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.