IPHAN promove I Fórum de Patrimônio Jovem Espanha-Brasil

01/11/2019 - 14h44 - Por Karoline Figueiredo





O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em parceria com o Colégio Miguel de Cervantes (instituição de ensino que integra currículos brasileiro e espanhol, localizada no Morumbi - São Paulo/SP), realizará entre os dias 15 e 17 de novembro, o I Fórum de Patrimônio Jovem Espanha-Brasil.

O evento que busca ressaltar e valorizar a importância da salvaguarda do Patrimônio Mundial, reunirá diversas atividades em três dias, envolvendo estudantes entre 13 e 15 anos.

As oficinas serão ministradas por representantes do Ministério da Cultura da Espanha e do Iphan, nas línguas espanhol e português. As aulas vão esclarecer e orientar os alunos sobre o Patrimônio Cultural e Sustentabilidade. "O objetivo é ouvir as leituras de mundo desses jovens e convidá-los a refletir sobre o futuro. É entender o que esperam e desejam de uma sociedade que precisa urgentemente exercitar estilos de vida sustentáveis e que valorize a interculturalidade e os diferentes jeitos de estar no mundo", informou a chefe do Núcleo de Educação Patrimonial do Iphan, Sônia Rampim.

Durante a programação também estão previstas uma mostra audiovisual hispano-brasileira sobre o flamenco e o jongo; degustação de comidas da dieta mediterrânea e da cozinha quilombola; visitas a museus; passeio pelo Centro de São Paulo (SP); entre outros. No total, 40 professores acompanharão os alunos durante as atividades.

No final do Fórum, os participantes construirão coletivamente, produtos autorais baseados na vivência proporcionada durante esses dias. A chamada Furumpédia é uma coletânea de conceitos apontados pelos jovens como fundamentais para a compreensão dos temas abordados; um mapa de referências culturais; e uma carta que será enviada à Rede de Escolas Associadas da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), com a proposta de criação de uma aliança juvenil pelo Patrimônio Mundial.

Para mais informações acesse o portal do Iphan.