MEC abre inscrições do FIES 2017/2

25/07/2017 - 10h53 - Por Thaís Ferraz





O Ministério da Educação recebe a partir de hoje as inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) 2017/2. Os candidatos deverão se cadastrar na página do Fies até o dia 28 de julho.

Podem se inscrever no processo seletivo os estudantes que cumpram cumulativamente os seguintes pré-requisitos: ter participado do Enem a partir da edição de 2010 e obtido média aritmética das notas nas provas igual ou superior a 450 pontos e nota na redação superior a zero; e possuir renda familiar mensal per capita de até três salários mínimos.

Novas regras

Em cerimônia realizada no começo de julho, o presidente Michel Temer e o ministro da Educação Mendonça Filho anunciaram a abertura de novas vagas do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e a nova estrutura do programa. O evento foi transmitido ao vivo na página do Ministério da Educação e pode ser assistido neste link.

O programa foi reestruturado e as mudanças passarão a valer a partir da primeira edição de 2018. Serão abertas 310 mil vagas em três modalidades do Novo Fies.

A modalidade 1 contará com 100 mil oportunidades, que serão ofertadas a juro zero para estudantes que possuam renda familiar per capita de até três salários mínimos. As outras bolsas concedidas aos estudantes que se encaixam na modalidade 1 poderão cobrar no máximo 10% da renda mensal do contemplado.

A modalidade 2 oferecerá 150 mil vagas para as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, com juros de até 3% ao ano. Esse grupo será financiado por fundos regionais.

Na terceira modalidade, financiada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), 60 mil vagas serão oferecidas a estudantes que possuam renda per capita de até cinco salários mínimos.

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um programa do Ministério da Educação que tem como objetivo financiar a graduação de estudantes de baixa renda que se matriculem em instituições privadas. O Fies "cobre" todos os gastos de matrícula e mensalidades dos estudantes durante toda a graduação. Após o fim do curso, os bolsistas devem devolver o valor investido, tendo até 18 meses para iniciar o pagamento e um prazo de três vezes o período de duração regular do curso + 12 meses para quitar a dívida.

Mais informações na página do Fies.

Arquivado em: FIES