MEC abre inscrições para Enem 2014 nesta segunda-feira

12/05/2014 - 10h08 - Por Thaís Ferraz





O Ministério da Educação (MEC) abriu, às 10 horas desta segunda-feira, o período de inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014. A taxa de inscrição tem o valor de R$35 e deverá ser paga até o dia 28 de maio. As inscrições serão encerradas no dia 23 de maio.

Os candidatos que estejam cursando em escolas públicas o último ano do Ensino Médio serão automaticamente isentos da taxa de inscrição. Também poderão solicitar o benefício da isenção estudantes cuja renda familiar mensal seja menor que R$362 por pessoa ou cuja renda familiar mensal total não passe de R$2.172. Candidatos que cursaram o ensino médio em escolas públicas ou particulares com bolsa integral e que possuem renda de até 1,5 salário mínimo também poderão solicitar a isenção.

Para a inscrição, os candidatos deverão apresentar CPF, RG e um e-mail pessoal válido. Durante o cadastro, os candidatos deverão escolher a língua estrangeira da prova, o local de aplicação dos exames e indicar necessidade de atendimento especializado. A inscrição irá gerar uma senha de acesso ao sistema que será utilizada durante todo o processo do Enem.

O edital do Enem 2014, que incluía as datas mais importantes do calendário do exame, foi publicado no Diário Oficial da União do dia 9 de maio. As provas serão aplicadas nos dias 8 e 9 de novembro. No primeiro dia, os candidatos deverão responder à 45 questões de ciências humanas e da natureza; no segundo, serão aplicadas 45 questões de linguagens e matemática. Os estudantes também deverão produzir uma redação. As provas começarão às 13h, no horário de Brasília.

Duas novidades da edição de 2014 já foram anunciadas. No campo social, candidatos e candidatas travestis ou transexuais poderão usar o nome social para fazer o Enem. A solicitação deverá ser feita ao Inep por telefone, durante o prazo de inscrição. Além disso, foi anunciada uma novidade técnica: a criação do Comitê Gestor de Tecnologia da Informação dos processos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que tem como objetivo melhorar a gestão das atividades do exame ligadas à área de Tecnologia da Informação (TI) e aperfeiçoar o sistema integrado de monitoramento dos processos desta edição.

O Enem foi criado em 1998, tendo como objetivo avaliar o desempenho dos estudantes na etapa final da educação básica. A partir de 2009, o Exame passou a ser utilizado como mecanismo de seleção para o ingresso no ensino superior. As universidades podem adotar o exame de quatro diferentes formas: como fase única, com o sistema de seleção unificada, informatizado e online; como primeira fase; combinado com o vestibular da instituição; ou como fase única para as vagas remanescentes do vestibular.

O Enem também é utilizado para o acesso a programas oferecidos pelo Governo Federal, como o Programa Universidade para Todos (ProUni). As notas do Enem também servem como certificação do ensino médio e como um dos critérios de participação no programa Ciência sem Fronteiras.

No ano passado, 7,1 milhões de estudantes inscreveram-se no exame. Segundo o Inep, a expectativa é de que até 8,2 milhões de estudantes participem do Enem neste ano.

Mais informações na página do MEC e na página do Enem.