MEC anuncia mudanças no Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos

19/07/2019 - 17h48 - Por Karoline Figueiredo





O Ministério da Educação (MEC) anunciou algumas mudanças que serão realizadas no Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeira (Revalida).

Com o objetivo de atender às demandas dos graduados que se formam no exterior, o Revalida passará a ter no mínimo duas edições por ano. Cada exame possui duas etapas, além disso, os participantes poderão realizar a segunda etapa de provas mais de uma vez.

O Revalida atua desde 2.011 sob competência do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), no entanto, a partir de agora ficará sob responsabilidade da Secretaria de Educação Superior (SESu), com o apoio do Conselho Federal de Medicina.

O Exame é obrigatório para estudantes de Medicina formados no exterior que pretendem validar seus diplomas para exercício da profissão no Brasil. Nas avaliações são testados os conhecimentos, habilidades e competências requeridas para realização da atividade profissional adequada aos princípios e necessidades do Sistema de Saúde do Brasil (SUS), em nível compatível ao exigido dos médicos formados no Brasil.

De acordo com o MEC, a portaria para instituir o novo Revalida será publicada ainda este ano. Confira o conteúdo das provas e demais informações no portal do MEC.