MEC vai avaliar experiências inovadoras em regiões de todo Brasil

23/11/2015 - 16h18 - Por Karoline Figueiredo





A Inovação e Criatividade na Educação Básica criada pelo Ministério da Educação (MEC) realizou a Chamada Pública para Escolas e Organizações Educativas com o propósito de localizar e caracterizar as intervenções inovadoras que ocorrem por iniciativa de escolas, comunidades ou outras organizações educativas. As unidades que apresentarem seus trabalhos inovadores serão reconhecidas e divulgadas pelo MEC e consequentemente poderão se inscreverem em programas voltados para seus fortalecimentos.

Foram 690 inscrições recebidas em todas as regiões do Brasil. Com essas experiências inovadoras o MEC pretende estabelecer parâmetros e referenciais em inovação e criatividade na educação básica; conhecer a extensão, a distribuição geográfica e o perfil da inovação e criatividade; fortalecer as organizações educativas inovadoras e criativas; criar, ampliar e qualificar a demanda social por educação inovadora; promover a formação de educadores abertos à inovação, entre outros.

"Recebemos experiências de todas as regiões. São inovações na gestão, metodologia, na relação com a comunidade, na articulação entre os diversos setores para a garantia dos direitos das crianças e dos jovens", esclareceu a educadora e assessora especial do MEC, Helena Singer,que coordena o grupo de trabalho nacional criado para implementar o projeto.

Os grupos de trabalhos (grupo nacional + 8 grupos regionais) responsáveis por avaliar as experiências inscritas divulgarão o resultado no mês de Dezembro ainda sem data prevista através do endereço eletrônico.

Quem pode participar:

*Escolas Públicas de Educação Básica (Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio, Ensino Médio Integrado e EJA [Educação de Jovens e Adultos] ) das Redes Públicas Federais, Estaduais/Distritais e Minicipais;

*Escolas Privadas de Educação Básica (Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio, Ensino Médio Integrado e EJA [Educação de Jovens e Adultos] );

*Associações, Organizações Sociais (OS) e Organizações da Sociedade Civil que atuam no campo da educação com crianças, adolescentes e jovens;

*Instituições Educacionais Comunitárias, Filantrópicas e Confessionais que atuam com crianças, adolescentes e jovens.