Medicina USP adere parcialmente ao Enem e adota cotas raciais

01/07/2017 - 14h46 - Por Thaís Ferraz





Na sexta-feira, a Congregação da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) aprovou a adesão parcial ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e a adoção de uma política de cotas raciais. As novidades passam a valer já no processo seletivo deste ano (Vestibular 2018). As informações são do portal G1.

Com as alterações, 50 das 175 vagas de Medicina oferecidas pela instituição serão disputadas via Sisu. As outras 125 continuam destinadas ao ingresso através do vestibular tradicional da USP.

A implementação das cotas raciais acontecerá por intermédio do Sisu: entre as 50 vagas oferecidas, 10 serão destinadas a candidatos de ampla concorrência, 25 a estudantes de escolas públicas e 15 a candidatos pretos, pardos e indígenas. Os cursos de Fonoaudiologia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, pertencentes à FMUSP, também oferecerão vagas pelo Sisu.