Pesquisa avalia desenvolvimento neuropsicomotor de crianças na pandemia

31/08/2021 - 09h31 - Por Karoline Figueiredo
Sempre abrir.

A Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) por meio do Departamento de Medicina (DMed), está buscando voluntários para participar de uma pesquisa que avaliará os marcos do desenvolvimento neuropsicomotor, de acordo com a Caderneta da Saúde da Criança do Ministério da Saúde, em crianças entre 1 e 6 anos de idade.

O estudo também vai analisar sintomas específicos relacionados ao Autismo entre crianças entre 16 e 36 meses. Os responsáveis pelas crianças que queiram participar, deverão preencher um formulário online. Para participar também é necessário residir em São Carlos (SP).

A Pesquisa faz parte do projeto de Iniciação Científica de Tainá Souza e Silva, graduanda em Medicina da UFSCar, com orientação do professor Guilhermo Traslaviña, docente do DMed.

O desenvolvimento neuropsicomotor envolve habilidades motoras, de linguagem e sociais, e o período da infância é crucial para o seu progresso. O estudo com o público infantil busca identificar precocemente essas alterações (comportamentais, motoras ou de linguagem) para que possam ser encaminhadas para diagnóstico e tratamento, de acordo com cada caso.

"Uma das nossas hipóteses é que a habilidade para falar, por depender da convivência social, principalmente na escola, possa estar atrasada. No caso específico de crianças com autismo, a literatura descreveu durante a pandemia atraso em marcos de desenvolvimento e piora comportamental", explicou o orientador do estudo.

"O estudo pretende verificar se as falhas nos marcos do desenvolvimento são decorrentes das limitações impostas pela pandemia. O resultado poderá nortear as políticas de saúde municipais para diagnóstico e tratamento de distúrbios do desenvolvimento", completa o professor. Os pais ou responsáveis pelas crianças que participarem do estudo, poderão verificar com os pesquisadores de forma individual, os resultados dos filhos, e conforme a necessidade, serão feitos encaminhamentos para avaliação multidisciplinar.

Para mais informações acesse o portal da UFSCar.