Pesquisador da UFSCar publica livro sobre 'Guerra Híbrida no Brasil'

29/09/2020 - 19h42 - Por Karoline Figueiredo

O professor Piero Leirner, do Departamento de Ciências Sociais (DCSo) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), em São Paulo (SP), lançou o livro "O Brasil no Espectro de uma Guerra Híbrida" - militares, operações psicológicas e política em uma perspectiva etnográfica.

A obra trata da guerra não relacionada à bombas e armas, mas sim, com o acúmulo de informações causando dissonâncias e induções a comportamentos direcionados. A Guerra Híbrida mencionada está ligado aos fatos políticos que transformaram o Brasil na última década.

"O livro procura tratar do tema, elaborando tanto a ideia que está por trás dessa forma de guerra - seus conceitos, suas modalidades, sua operacionalidade - quanto o modo específico em que ela foi e é aplicada no Brasil", explica o professor.

O livro tem como base a tese defendida por Leirner em 2019, no entanto, o material é resultado de um trabalho de pesquisa desde 1995, quando o autor defendeu seu mestrado sobre militares e teoria da guerra.

Segundo Leirner, um dos conceitos centrais da Guerra Híbrida é a cismogênese, ou seja, a criação de divisões sociais com o objetivo de impossibilidade de qualquer pacto social. "Quando pesquisamos o que aconteceu com os militares nos últimos 10 anos, culminando com sua presença no atual governo, vemos vários elementos de guerras híbridas aparecerem", ressalta ele.

De acordo com a UFSCar, o livro contém prefácio escrito pelo professor Marco Antônio Gonçalves, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), introdução e quatro capítulos. O livro publicado pela editora Alameda, está disponível em formato impresso e digital.

Para mais informações acesse o portal da UFSCar.