Por que Dia da Mentira é comemorado 1º de abril

01/04/2020 - 12h10 - Por Karoline Figueiredo

O Dia da Mentira é comemorado nesta quarta-feira (1º de abril) no Brasil e em diversos países. Mas por que é celebrado neste dia?. Existem algumas versões de seu surgimento, mas a principal está relacionada a uma brincadeira que surgiu na França por volta do século XVI.

Durante o reinado de Carlos 9º (1.560-1.574) na França, o Ano Novo era comemorado em 25 de março - marcado com a chegada da primavera. As festas que reuniam trocas de presentes e animados bailes, duravam uma semana, encerrando no dia 1º de abril.

O papa Gregório 13 (1502-1.585) instituiu um novo calendário cristão, válido para o mundo todo. O conhecido calendário - gregoriano marcava o Ano Novo no dia 1º de janeiro.

O rei Carlos passou a seguir o decreto do papa somente após dois anos, pois muitos franceses resistiram à mudança e continuaram seguindo o calendário antigo.

Na época, muitas pessoas faziam brincadeiras e ridicularizavam aqueles que ainda comemoravam o Ano Novo no período de 25 de março a 1º de abril. Eram apelidados de "bobos de abril" pois seguiam algo que não era verdadeiro. Toda essa situação se espalhou pelo país e 200 anos depois migrou para Inglaterra e para o mundo todo.

Nos Estados Unidos e na Inglaterra, por exemplo, a data é conhecida como "April Fool's Day" ou "All Fool's Day", significando Dia dos Tolos de Abril ou Dia de Todos os Tolos.

No Brasil, o Dia da Mentira se popularizou em Minas Gerais por meio do periódico chamado "A Mentira" - que tratava de assuntos passageiros e sensacionalistas, no início do século XIX.

O periódico teria divulgado em 1º de abril de 1.948 uma notícia sobre a morte do imperador Dom Pedro II. Dois dias depois o jornal precisou desmentir a publicação, visto que muitos tinham acreditado.