Prefeitura de São Paulo autoriza atividades extracurriculares em escolas a partir de outubro

17/09/2020 - 19h44 - Por Karoline Figueiredo

O Prefeito da cidade e capital de São Paulo (SP), Bruno Covas (PSDB), declarou nesta quinta-feira (17) em coletiva de imprensa, que vai liberar a reabertura das escolas públicas (da rede estadual e municipal) e privadas a partir do dia 7 de outubro.

A princípio as instituições poderão ministrar atividades extracurriculares. A data para retorno das das atividades letivas ainda não foi definida. Na mesma data (7 de outubro), é autorizada a volta das aulas presenciais para o ensino superior.

De acordo com a prefeitura, a retomada será de forma voluntária e não obrigatória. A escolha é válida tanto para as escolas quanto para os estudantes. Segundo o protocolo do Estado, todos os estabelecimentos deverão cumprir um limite de 35% de lotação.

"É uma forma de irmos modulando, verificando quando se dá isso na cidade de São Paulo, para que não tenha que retroceder. Até agora, a cidade de São Paulo conseguiu abrir o processo de flexibilização sem ter que retroceder", informou Covas na coletiva.

O secretário municipal de Educação, Bruno Caetano, destacou sobre os esforços para recuperação das aprendizagens dos estudantes. "O ano letivo de 2020 e o ano letivo de 2021 serão mesclados para que a gente possa ter um maior tempo de recuperação das aprendizagens. Todos os conteúdos previstos no ano letivo de 2020 e 2021 serão tratados em sala de aula por intermédio dos nossos professores", declarou o secretário.

Acesse a coletiva no YouTube.