Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares será implementado em 216 escolas até 2023

31/05/2021 - 17h05 - Por Karoline Figueiredo
Sempre abrir.

O Ministério da Educação (MEC) em parceria com o Ministério da Defesa, criaram o Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim) com o objetivo de contribuir para a melhoria da Educação Básica no país.

O Programa previsto para ser implementado em 2016 escolas até o ano de 2023, é baseado no padrão de alto nível dos Colégios Militares do Exército, das Polícias Militares e de Bombeiros Militares.

Em 2020 foram inauguradas 53 escolas neste modelo, e no momento, outras 74 encontram-se em fase de implementação. Para aderir ao Pecim, é necessário que as instituições de ensino manifestem interesse junto à secretaria de educação de cada localidade, na qual conduzirá o processo.

Segundo o MEC, nos Estados que não houver adesão, serão selecionados municípios voluntários para participarem do Programa. Até agora, 16 Estados manifestaram adesão e mais de 600 municípios manifestaram interesse. Foram capacitados presencialmente 280 profissionais, no entanto, a Diretoria de Polícias para Escolas Cívico-Militares (Decim) também promove capacitações de forma online.

As escolas selecionadas para implementação do Pecim receberão apoio do Decim, além do reforço de profissionais das Polícias e Bombeiros Militares e de Militares das Forças Armadas. O modelo de gestão será levado principalmente para regiões que possuam escolas em situação de vulnerabilidade social e com baixo desempenho no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB).

Para mais informações acesse o portal do MEC.