Reforço na luta contra superbactérias

19/04/2016 - 14h37 - Por Biotec Junior





As superbactérias, bactérias causadoras de doenças e resistentes a antibióticos, são um grande problema atualmente. Devido ao uso indiscriminado de remédios, muitas vezes sem receitas médicas, na vida moderna, estas superbactérias acabam por se tornar cada vez mais comuns, principalmente em hospitais e centros cirúrgicos. Por este motivo, há uma enorme exaltação toda vez que uma nova descoberta é feita para controlar estas pestes.

Cientistas da Universidade de Queensland e a Companhia de Biotecnologia de Queensland, Alchemia, fizeram este tipo de descoberta através do uso de um tipo especial de açúcar sintético.

De acordo com o professor Matt Cooper, do Instituto para Biociências Moleculares da Universidade de Queensland, estas bactérias têm menos chances de se tornarem resistentes a um antibiótico baseado em uma versão modificada de açúcares que elas mesmas produzem.

“Bactérias possuem paredes parecidas com paredes de tijolos, só que no lugar da argamassa, o que as unem são polímeros de açúcar. Ao adicionar uma molécula de nossos açúcares modificados, as paredes param de se unir, destruindo-a e matando a bactéria”.

A parede celular já foi alvo de antibióticos como a penicilina anteriormente, porém este método interrompe de vez o processo de ligação destas paredes celulares.

Centenas de versões diferentes de moléculas de açúcar foram examinas para que encontrassem aquelas que fossem letais para as bactérias e não-tóxicas para humanos.

Referências:
http://www.eurekalert.org/pub_releases/2015-07/uoq-sra072115.php
https://www.sciencedaily.com/releases/2015/07/150721102757.htm

Marcelo N. Freitas
Gerente do Departamento de Gestão de Pessoas
Biotec Júnior – Gestão 2016