Saiba quais são os processos para ingressar em Universidades estrangeiras

08/12/2017 - 16h31 - Por Karoline Figueiredo





Muitos brasileiros desejam ou já desejaram realizar um curso de graduação fora do país. As Universidades no exterior, como por exemplo no Canadá, na Europa ou nos Estados Unidos, possuem formas semelhantes no processo de seleção de seus alunos, no entanto, muito distintas do Brasil.

Enquanto no Brasil a forma de ingresso é baseada no desempenho dos candidatos por meio de exames, a maioria das Universidades estrangeiras, avaliam seus candidatos de maneira muito ampla, ou seja, são levados em conta o perfil dos mesmos, as atividades extracurriculares, o desempenho acadêmico durante o Ensino Médio, entre outros aspectos.

Quais são os procedimentos a serem seguidos para quem almeja cursar graduação no exterior?

Primeiramente, o candidato deve pesquisar e se informar muito bem sobre a Instituição de Ensino de seu interesse; saber qual é a forma particular de seleção deste estabelecimento; aprender a língua oficial do país, ou a língua inglesa, que geralmente é utilizada como outra opção de idioma nas Universidades.

Outro passo a ser seguido é o Teste TOEFL ou IELTS, que servem para avaliar o conhecimento na língua inglesa, exigidos pelas Universidades. Esses são os testes mais utilizados e aceitos em Instituições do mundo inteiro.

Ao se inscrever no processo seletivo, o candidato deverá elaborar uma carta de apresentação. Para o desenvolvimento da carta, é interessante que o candidato busque a orientação de um professor ou especialista para obter ajuda e acrescentar pontos positivos ao texto. Também é importante expressar suas verdadeiras intenções e sua história.

Durante toda a etapa de preparação, o estudante deve analisar quais são seus pontos fortes e pontos fracos. Verificar principalmente suas maiores dificuldades, procurando desenvolvê-las e aprimorá-las. Existem diversos programas gratuitos que auxiliam os candidatos a se prepararem melhor, seja na fluência do idioma, nas atividades extracurriculares ou até mesmo, em dicas de como se destacar em outras atividades para aqueles que não possuem média escolar muito boa.

Apesar de muito abrangente o sistema de seleção, cada Universidade possui seu método específico, ou até mesmo,  vários métodos para admissão dos acadêmicos. Confira os principais:

  • Entrevistas;
  • Cartas de recomendações de professores e amigos;
  • Bom desempenho acadêmico no Ensino Médio;
  • Testes padronizados como SAT e ACT - que avaliam o conhecimento;
  • Essay é uma Redação que deve ser escrita pelo candidato contando sua trajetória pessoal;
  • Atividades extracurriculares como trabalhos voluntários, pesquisas científicas, olimpíadas acadêmicas, etc;
  • Práticas esportivas ou musicais;
  • Proficiência no inglês e domínio de outras línguas;
  • Participação em projetos sociais;
  • Análise do perfil do estudante.

 

 

Arquivado em: Educação