UEM e UEL suspendem calendários de vestibulares

26/05/2015 - 10h05 - Por Thaís Ferraz





O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEP) da Universidade Estadual de Maringá (UEM) e o O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) da Universidade Estadual de Londrina (UEL) determinaram a suspensão dos calendários letivos e dos vestibulares das instituições. Ambas as decisões foram tomadas na tarde de segunda-feira (25). O motivo das suspensões é a greve dos servidores do Paraná, que completa um mês hoje (27).

As provas da UEM estavam agendadas para os dias 5 e 7 de julho. O CEP ainda não indicou novas possíveis datas, mas o reitor Mauro Baesso afirmou que o vestibular não será cancelado. De acordo com ele, o novo calendário será organizado assim que a greve terminar. O vestibular de inverno tem 19.077 inscritos e oferecerá 1.488 vagas.

O processo seletivo da UEL ainda não estava em andamento. O período de inscrições teria início em agosto deste ano. O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) também divulgará o novo calendário após o fim da greve.

Para mais informações, acesse a página da UEM e a página da UEL.