UFSC integra projeto internacional que estuda efeitos de mudanças climáticas no Oceano Atlântico

12/12/2020 - 12h02 - Por Karoline Figueiredo
Sempre abrir.

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) está entre as 36 organizações de 13 países que participam do projeto internacional AtlantECO.

A ação financiada pela União Europeia, estudará os efeitos de mudanças climáticas no microbioma do Oceano Atlântico. O Programa H2020 mapeará conhecimentos novos e existentes sobre os organismos microscópicos que habitam a foz dos rios, as águas costeiras, o oceano aberto, os sedimentos marinhos e a atmosfera, bem como aqueles encontrados no lixo plástico. Os microbiomas sustentam a vida na Terra e fornecem serviços ecossistêmicos à sociedade.

Segundo a UFSC, o AtlantECO desenvolverá ferramentas de diagnóstico e métricas para avaliar e prever mudanças no Oceano Atlântico. O trabalho de campo será realizado a bordo de vários navios oceanográficos nacionais e veleiros projetados para expedições científicas, incluindo o veleiroo ECO da UFSC. As escalas serão organizadas com as comunidades locais e partes interessadas ao longo do Oceano Atlântico, envolvendo campanhas de divulgação, ciência cidadã, promoção da cultura oceânica e a implementação de um programa de capacitação abrangente para profissionais e estudantes.

O projeto na UFSC é coordenado pela professora do Departamento de Ecologia e Zoologia (ECZ), Andrea Santarosa Freire. Também participam da iniciativa, o coordenador do projeto veleiro ECO, Orestes Estevam Alarcom e a doutora Andrea Green Koettker.

Para mais informações acesse o portal UFSC.