UNICEF-ITU: dois terços das crianças em idade escolar no mundo não têm acesso à internet em casa

04/12/2020 - 17h25 - Por Karoline Figueiredo
Sempre abrir.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) em conjunto com a União Internacional de Telecomunicações (ITU), divulgaram novo relatório no qual informa que 1,3 bilhão (dois terços) de crianças e adolescentes no mundo, entre 3 e 17 anos, não têm acesso à internet em suas residências.

O relatório chamado How Many Children and Youth Have Internet Accsess at Home? (Quantas crianças e jovens têm acesso à internet em casa?) está disponível na versão inglês no portal UNICEF.

De acordo com o documento, a falta de conexão com a internet entre jovens de 15 e 24 anos também é expressiva, totalizando 763 milhões, ou seja, 63% dos jovens nesta faixa etária.

"A falta de conectividade não limita apenas a capacidade de crianças e jovens de se conectar online. Ela os impede de competir na economia moderna. Ela os isola do mundo. E com o fechamento das escolas, situação que hoje atinge milhões de meninos e meninas devido à Covid-19, essa falta de conectividade faz com que eles percam a educação. Resumindo: a falta de acesso à internet está custando o futuro à próxima geração", declarou a diretora executiva da UNICEF, Henrietta Fore.

Com a crise sanitária mundial em decorrência da pandemia por Covid-19, cerca de 250 milhões de estudantes estão sendo afetados pelo fechamentos das escolas, fazendo que os mesmos dependam de aprendizado virtual. A situação é agravada ainda no caso de alunos que não possuem acesso à internet. Segundo a UNICEF, mesmo antes da pandemia, um grupo crescente de jovens já necessitava adquirir habilidades básicas, transferíveis, digitais, profissionais e empresariais para ser competitivo no século XXI.

O relatório ressalta que a exclusão digital vem dando continuidade nas desigualdades em países e comunidades. Estudantes de famílias mais pobres, de países rurais e de baixa renda estão ficando ainda mais trás em relação aos seus pares, tendo poucas oportunidades de alcançá-los.

Em 2019, o UNICEF e o ITU lançaram o "Giga", uma ação global para conectar todas as escolas e suas comunidades no entorno dela. O Giga já mapeou mais de 800 mil escolas e 30 países. O Giga trabalha em conjunto com governos, indústria, setor civil e parceiros do setor privado combinado para construir a infraestrutura de conectividade necessária para implantar soluções de aprendizagem digital e outros serviços.

Confira as regiões mais afetadas pela falta de acesso à internet e demais informações no portal do UNICEF.