Inteligência Empresarial

Por Fernando Rebouças
A inteligência empresarial é referida no mundo internacional dos negócios como “business intelligence” e designa a diversos processos de recolhimento, organização, análise e utilização de dados e informações que servem de apoio à gestão de negócios. A inteligência empresarial surgiu a partir de anos 80.

Também designa a capacidade das empresas em saber direcionar as informações, na maioria das vezes, armazenadas pelo Data Warehouse. Essas informações permitem implementar novas ações de mercado , e apoiar a tomada de decisão.

No geral, a inteligência empresarial visa antecipar as ações dos concorrentes, as tendências de mercado e os acontecimentos iminentes. Também é utilizada nas instituições públicas que trabalham para mitigar questões de segurança, de infraestrutura e situações conjunturais.

Portanto a inteligência empresarial trabalha tanto para instituições públicas como privadas. Implantar um programa de inteligência corporativa requer a criação de uma frente de trabalho multidisciplinar dentro da própria empresa e também exige uma linguagem de comunicação com os consultores externos que atendem a empresa.

A elaboração de um projeto de inteligência empresarial possui as seguintes etapas:

  • Planejamento e formulação;
  • Desenvolvimento de projetos;
  • Implementação;
  • Monitoramento contínuo.

Quando uma empresa possui um bom projeto de inteligência empresarial, ela passa a contar com a possibilidade de estar à frente de seus concorrentes e do mercado. A inteligência empresarial numa empresa foca, principalmente, o cliente, o concorrente, o mercado e os fatores organizacionais.

Permite o recolhimento das informações que a empresa mais necessita para segmento em que atua. Essas informações permite, junto com as pesquisas de mercado, uma avaliação mais abrangente. As empresas mais competitivas acumulam inteligência e, as empresas que implementam projetos de inteligência empresarial, são mais competitivas.

Todos os coletores dessas informações acumulam fontes primárias, e cada fonte de informação ajuda nas tomadas de decisão, pois oferecem detalhes passíveis de entendimento claro. Há também o conjunto de informações conceituadas como fontes secundárias que abrangem as necessidades do consumidor, decisão de compra do cliente, forças competitivas, tendências e condições econômicas e tecnológicas.

É um método que possui o objetivo de auxiliar as empresas em estratégias de mercado e decisões considerando informações detalhadas. Além de um método, deve ser entendida como uma tecnologia que propicia a transformação dos dados em informação qualitativa. Essa tecnologia implica no uso de softwares de obtenção, armazenamento, análise e acesso para os objetivos específicos de cada negócio.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Business_intelligence
http://www.artigos.com/artigos/sociais/administracao/inteligencia-empresarial-745/artigo/