História da Austrália

Por Thais Pacievitch
Antes da colonização, a Austrália era habitada por inúmeras tribos de aborígines, os povos nativos da região, que segundo pesquisas, viviam lá a mais de 60 mil anos. A estimativa é de que no inicio da colonização existissem na Austrália cerca de 500 tribos espalhadas por toda a região, que falavam 300 dialetos diferentes, com aproximadamente 175 mil aborígines no total.

Embora tenha sido avistada por portugueses e espanhóis ainda na época das grandes navegações, a Austrália só foi invadida quando, em 1770, o capitão inglês James Cook foi enviado para investigar as terras até então desvalorizadas. O capitão desembarcou pela primeira vez na costa leste, em 28 de abril de 1770. Seguiu viagem para o norte, sendo que desembarcou no Cabo de York, onde, em 22 de agosto de 1770, proclamou a posse das terras, em nome do Rei George da Inglaterra. Fincou a bandeira inglesa ao chão e deu a terra o nome de New South Wales (Nova Gales do Sul).

A colonização teve inicio em 1788, quando a Inglaterra resolveu fazer da nova terra uma colônia penal, enviando para aquela região os presos com penas superiores a 7 anos, que antes enviava para os Estados Unidos (independente desde 1776). A primeira frota enviada tinha 11 embarcações, que trouxeram aproximadamente 1,3 mil pessoas. Em 18 de janeiro de 1788 as embarcações chegaram a Botany Bay. Considerando a região como imprópria para se estabelecerem, o Capitão navegou ao norte onde em 26 de janeiro de 1788 fundou a primeira colônia, onde hoje está localizada a cidade de Sydney. Por volta de 1835 os prisioneiros ingleses deixaram de ser enviados a Austrália, e os condenados que lá estavam já haviam cumprido suas penas. A esses era destinado um pedaço de terra para que dela vivesse.

A partir de 1850 o país passou a ser destino de aventureiros, sobretudo de chineses, pois em várias regiões foram descobertas minas de ouro. Os chineses eram mal vistos na época, pois trabalhavam por salários mais baixos que os australianos.

A Austrália passou a fazer parte da Comunidade Britânica em 1901, quando passou a ter uma estrutura federativa e parlamentar. A independência ocorreu em 1942, embora o soberano da Inglaterra (rei ou a rainha), continuasse sendo considerado o chefe de Estado formal. Somente em 1986 esses laços foram cortados.

Da década de 40 até o inicio da década de 70, foi grande o número de imigrantes do mundo todo que foram atraídos para a Austrália.
Como conseqüência da colonização, os aborígines foram praticamente dizimados da Austrália. Atualmente, a população aborígine representa menos de 1% do total da população australiana.