Albatroz

Graduação em Ciências Biológicas (UNIFESP, 2014)

Os albatrozes são aves de grande porte pertencentes à família Diomedeidae, ordem Procellariiformes. São aves marinhas, extremamente adaptadas à vida em alto mar, sendo encontradas em terra somente na época de reprodução. A família possui atualmente cerca de 20 espécies conhecidas que são distribuídas em quatro gêneros: DiomedeaThalassarchePhoebetria Phoebastria. Pelo menos sete espécies de albatroz ocorrem no Brasil. São aves monogâmicas e nidificam em ilhas oceânicas variando o período de acordo com a espécie, formando grandes colônias. O casal coloca seus ovos em grandes ninhos feitos no chão e os incubam por um período que varia de uma a três semanas. Alimentam-se principalmente de peixes, crustáceos e cefalópodes (polvos e lulas).

Dentre as adaptações à vida marinha, os albatrozes apresentam uma glândula de sal situada no crânio, acima dos olhos. Essa glândula retira o excesso de cloreto de sódio do sangue e elimina a solução concentrada pelas narinas. Para a natação, possuem todos os dedos dos pés voltados para frente e unidos por uma membrana interdigital que também auxilia nos pousos e decolagens na água. Além disso, essas aves apresentam uma plumagem bem espessa que é impermeabilizada por uma secreção produzida pela glândula uropigial, o que confere isolamento térmico e proteção contra as baixas temperaturas. Por outro lado, essa espessa plumagem impede que os albatrozes mergulhem grandes profundidades.

O albatroz-real (Diomedea epomophora) mede de 107 a 122 cm com uma envergadura de 300 a 350 cm, pesando cerca de 10 kg. Possui coloração branca com as penas negras. Sua alimentação é composta predominantemente de cefalópodes. Nidifica entre fevereiro e março em ilhas oceânicas próximas à Nova Zelândia, podendo ser visto ocasionalmente nas costas de São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. O albatroz-gigante (Diomedea exulans) é o maior dos albatrozes, medindo cerca de 120 cm e pesando cerca de 11 kg. Sua envergadura é a maior dentre todas as aves conhecidas, podendo chegar a 3,7 m. Também possui coloração branca com a ponta das asas negras e se alimentam principalmente de peixes e lulas. Nidifica entre dezembro e fevereiro em ilhas subantárticas. Como sua expectativa de vida é alta (podem chegar a 50 anos de idade), começam a se reproduzir somente com cerca de 11 anos de vida.

Bibliografia:

Andrei L. Roos e Vítor de Q. Piacentini- Revisão dos registros sul-brasileiros do gênero Phoebetria Reichenbach, 1853 e primeiro registro documentado de Phoebetria palpebrata (Forster, 1785) (Procellariiformes: Diomedeidae) para Santa Catarina- Revista Brasileira de Ornitologia 11:223-225, 2003

http://www.wikiaves.com.br/doku.php?do=search&id=albatroz
http://www.infobibos.com/Artigos/2010_3/Albatrozes/Index.htm

Arquivado em: Aves