Importância Econômica das Algas

Por Fabiana Santos Gonçalves

Alimentação

Kombu. Foto: Imageman / Shutterstock.com

Kombu. Foto: Imageman / Shutterstock.com

Muitas algas apresentam um conteúdo rico em proteínas, vitaminas e sais minerais, polissacarídeos e são amplamente utilizadas na alimentação, principalmente por povos orientais, há cerca de 10.000 anos.

Algas da espécie Laminaria japonica (Phaeophyta), popularmente conhecidas como Kombu, são utilizadas no preparo de carnes, peixes e sopas. O wakame, também pertencente ao grupo das feofíceas, é utilizado como ingrediente de molhos e sopas.

As rodofíceas também são utilizadas na alimentação. A Porphyra spp., conhecida como nori, é utilizada no preparo de sushi.

Muitas algas marinhas têm sido utilizadas para a produção de ração para animais.

Ficocolóides

Os ficocolóides são polissacarídeos coloidais extraídos de algas. Em soluções aquosas essas substâncias se comportam como gel.

Os alginatos são utilizados como emulsificantes, estabilizantes e gelificante. São utilizados em tintas para tecidos e produção de espuma de cerveja.

Os carragenanos são substâncias encontradas na parede celular de algumas algas vermelhas. São utilizados na indústria farmacêutica, alimentícia e cosmética.

O ágar é encontrado em algas vermelhas e é um poderoso gel. É utilizado na produção de meios de cultura. Através dele também se produz a agarose.

Fertilizantes

As algas têm sido utilizadas como fertilizantes graças às suas concentrações de nitrogênio e potássio. Servem também para a correção do pH do solo.

Medicina

Algumas algas possuem beta-caroteno, que é utilizado como complemento alimentar.

Várias algas sãs utilizadas como medicamento, por exemplo, a Laminaria, que cura o bócio.