Ovulogênese (Ovogênese)

Por Fabiana Santos Gonçalves
A ovulogênese é o processo de formação dos óvulos, a partir das ovogônias, e tem início ainda no embrião, porém só é completado durante a puberdade.

Durante o divisões mitóticas das células germinativas. As ovogônias são células diplóides e também sofrem mitoses, ficando maiores, formando os ovócitos primários, que são cobertos por uma camada de células, pelo estroma ovariano, formando o folículo primordial. Estas células que o recobrem mudam de forma, formando o folículo primário. O folículo primário, quando possui mais de uma camada de células o recobrindo, é chamado de folículo secundário.

A meiose no folículo primário dá origem a duas células haplóides, o ovócito secundário e o primeiro corpúsculo polar. Estas duas células possuem tamanhos diferentes, pois o ovócito secundário recebe a maior parte do citoplasma, restando muito pouco para o corpúsculo polar. Na espermatogênese, as células têm o mesmo tamanho e recebem o mesmo nome.

O corpúsculo póla logo se degenera e o ovócito secundário sofre a segunda meiose, que só se completa se houver fecundação, pois ela acontece até a metáfase, então a divisão é interrompida. Se for fecundado, a divisão continua e outra célula é formada, o 2º corpúsculo polar, que é também degenera. Após isso a maturação é completada, não havendo período de diferenciação, como na espermatogênese.

O processo de gametogênese na mulher se repete todo mês, não se completando caso não haja fecundação. As pílulas anticoncepcionais impedem a ovulação na mulher.

Comparação entre ovogênese e espermatogênese: