Conscienciologia

A conscienciologia é uma nova ciência elaborada por Waldo Vieira, ex-integrante das fileiras do Espiritismo, hoje estudioso independente. Esta esfera científica estuda a consciência enquanto instância que transcende as fronteiras da entidade existencial e material, e a observa sob um ponto de vista que vai além dos sentidos convencionais e aborda também as percepções extra-sensoriais.

A consciência é também conhecida como ego, alma, espírito, essência, self, entre outras denominações. Conforme as pesquisas deste médico e dentista, que devota toda sua existência aos estudos teóricos e práticos da esfera consciencial, suas expressões ultrapassam os limites do cérebro material e, portanto, independem do organismo humano.

Esta evidência pode ser percebida nas experiências que comprovam a saída do espírito do âmbito material, nas vivências fora do corpo. Ciência nada convencional, ela segue adiante da própria Parapsicologia, pois não se baseia nos princípios newtonianos-cartesianos, inspirados na lógica física, que tem suas raízes nos elétrons e na matéria.

Os pesquisadores deste campo partem sempre do Princípio da Descrença, levando em conta a experiência de cada um enquanto instrumento metodológico básico na aquisição do saber extrafísico. Esta ciência não tem a intenção, portanto, de converter a maioria das pessoas a sua verdade, procurando sempre esclarecê-las.

A conscienciologia analisa a consciência integralmente, abordando sua existência antes do renascimento material e também as vidas que se sucedem à morte do corpo físico. Cada ser é uma consciência, incluindo os que habitam outras esferas do Universo. Parte-se, portanto, da certeza de que há vida após a morte.

A expressão ‘conscienciológico’ foi utilizada pela primeira vez em 1978 pelo filósofo, jurista e educador brasileiro Miguel Reale, no seu livro Filosofia do Direito. Um ano depois, Vieira cunhou a palavra ‘Conscienciologia’ na obra Projeções da Consciência: Diário de Experiências Fora do Corpo Físico, de 1979.

Waldo criou, em 1988, o Instituto Internacional de Projeciologia, convertido em 1994 no Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia (IIPC), entidade sem nenhum objetivo lucrativo, a qual se destina a investigar e disseminar estes novos conhecimentos. A esfera da Projeciologia tem como meta compreender as vivências fora do corpo físico.

O pesquisador considera o estudo da conscienciologia fundamental para o aperfeiçoamento evolutivo do Homem, bem como para o cultivo de uma melhor qualidade de vida, uma vez que seu objeto de estudo transcende a vida material e inclui em suas investigações valores morais e espirituais, inerentes à consciência.

Estas investigações ainda são consideradas controvertidas e polêmicas pela ciência convencional. A conscienciologia é, assim, muito criticada pelos cientistas mais conservadores, principalmente porque ainda bebe nas fontes da Metapsíquica, despreocupada de maiores rigores científicos.

Seus estudos estão concentrados, hoje, no CEAEC – Centro de Altos Estudos da Consciência – criado por Waldo Vieira para este fim, em Foz do Iguaçu, em 1995. A partir daí outros institutos semelhantes se disseminaram por todo o país e também em outros países.

Fontes:
http://www.assinvexis.org/faq_conscienciologia.php
http://pt.wikipedia.org/wiki/Conscienciologia
http://pt.wikipedia.org/wiki/Miguel_Reale

Arquivado em: Ciências