Ufologia

A marca UFO – objeto voador não identificado – tem se referido ao longo da história à presença de discos voadores guiados por extraterrestres, mas esta afirmação tem em si alguns equívocos. Afinal, como se podem atribuir estas aparições a naves de outros planetas se estes objetos são, a princípio, desconhecidos, sem identidade definida? De qualquer forma, a Ufologia é a ciência que se dedica ao estudo destes fenômenos, pesquisando e colhendo elementos que possam comprovar a existência de vida em outros mundos.

Estas visões se tornaram amplamente conhecidas como ‘discos voadores’ a partir de 1947. Desde então milhares de pessoas são testemunhas, diariamente, das mais variadas aparições, definidas constantemente como visitas de extraterrestres ao nosso Planeta. Desde tempos remotos, objetos e luzes têm sido avistados nos céus da Terra, causando estranheza e sensação por não serem explicáveis pelas leis naturais conhecidas. Descrições de eventos semelhantes são encontradas em livros sagrados e nas histórias folclóricas de quase todas as grandes civilizações da Terra. Até mesmo as Escrituras já relataram casos de deuses e ‘carros de fogo’, ‘rodas metálicas’, entre outras metáforas relativas à visita de seres extraplanetários.

Nada impede que estes fenômenos sejam explicados como eventos provocados por perturbações na atmosfera, impulsos eletromagnéticos ou relativos ao campo terrestre, entre outras tantas justificativas, mas ainda resta uma mínima fração de fatos ainda envoltos em mistério, aguardando uma definição científica. Documentos tentando comprovar estas aparições não faltam, principalmente fotos e vídeos das supostas naves. Também não se carece de depoimentos das mais diversas pessoas, relatando casos de encontros com alienígenas, ou até mesmo prováveis abduções.

Pode-se dizer que a Ufologia moderna teve seu início em 24 de junho de 1947, quando o piloto americano Kenneth Arnold, que comandava aviões de pequeno porte, transportando encomendas, habituado a voar sobre montanhas, principalmente por cima do monte Rainier, pico de uma importante cadeia de montanhas da região localizada entre Chebalis e Yakima, em Washington, teve neste local o primeiro contato com naves dirigidas por extraterrestres dos tempos atuais. Muito respeitado e admirado em sua cidade, afirmou ter visto nove objetos com o formato de discos, movimentando-se velozmente, a uma velocidade maior que a do som, o que não seria possível para um avião naquele tempo. Ao retornar à base, o piloto contou sua história, mas só foi levado a sério por ser um profissional com muita experiência.

Apesar de surgirem as mais diversas explicações para este evento, a história de Arnold, amplamente divulgada pela imprensa e estudada pela Aeronáutica norte-americana, embora estas pesquisas fossem sempre negadas, deu início ao que se conhece hoje como Ufologia, sendo este acontecimento responsável até mesmo pelo surgimento do símbolo UFO. Esta foi a primeira vez em que a população do Planeta chegou perto da possibilidade de acreditar em naves extraterrestes.