Transporte passivo

O transporte passivo é o transporte de eletrólitos ou de não-eletrólitos através da membrana plasmática de maneira espontânea sem gasto de energia (ATP) a favor de um gradiente de potenciais eletroquímicos ou de concentrações, sendo que o fluxo de transporte passivo aumenta com a concentração. Ou seja, as substâncias passam livremente de um local com maior concentração para outro com menor concentração até que ambas as soluções se igualem sendo que a velocidade de transporte aumenta com o aumento das diferenças de concentração. O transporte passivo pode ser classificado em três tipos: difusão simples, difusão facilitada e osmose.

Difusão

Nos processos de difusão simples e difusão facilitada ocorre a passagem de soluto através da membrana a favor de um gradiente de concentração.

Na difusão simples ocorre a passagem de moléculas pequenas apolares ou lipossolúveis / hidrofóbicas de até 24 átomos, e de gases como o oxigênio, nitrogênio e gás carbônico através da bicamada lipídica sem nenhum auxílio até que ocorra um equilíbrio no gradiente de concentração entre o meio extra e intracelular.

Já no processo de difusão facilitada, também conhecido como difusão mediada por carreadores, as moléculas atravessam a membrana com a ajuda de proteínas carreadoras específicas chamadas permeases. Diferente da difusão simples, a velocidade de difusão atinge uma velocidade máxima constante de difusão à medida que se aumenta a concentração da substância a ser difundida. Este limite de velocidade se deve ao fato das substâncias a serem transportadas se ligarem a partes específicas da proteína transportadora, assim, a velocidade máxima de transporte está intimamente associada à quantidade de sítios disponíveis para carrear as moléculas. A velocidade de difusão, neste caso, é aumentada somente quando há um aumento no número de permeases disponíveis, portanto, quanto mais permeases (proteínas transportadoras) existirem, maior será a sua velocidade; mas se a concentração aumentar, a velocidade aumenta até atingir um equilíbrio. As substâncias comumente transportadas através da difusão facilitada são aminoácidos e a glicose.

Osmose

Na osmose ocorre o movimento de moléculas de um solvente através de uma membrana seletivamente permeável, de uma área com alta concentração de moléculas de solvente para uma área de baixa concentração. Nos sistemas vivos o principal solvente é a água. A membrana plasmática é mais permeável à água que a maioria das outras moléculas pequenas, íons e macromoléculas. Essa permeabilidade ocorre devido a difusão simples da água que ocorre através da membrana plasmática e a presença de canais proteicos (aquaporinas) na membrana.

Bibliografia:
Alberts et. al. (2008), Molecular Biology of the cell, 5th. Edition
Alberts et. Al. (2011), Fundamentos da Biologia Celular, 3ª edição
Carvalho HF & Recco-Pimentel (2013), A célula, 3ª. Edição

Arquivado em: Bioquímica, Citologia